Vida e Saúde

Site incentiva a leitura de livros por meio da experimentação

Atualizado em: 09/10/2013

crian%C3%A7a

O site Devoradores de Livros foi criado por duas ex-executivas de multinacionais, as administradoras Denise Vahrenkamp e Jéssica Fonseca, que após se tornarem mães se viram motivadas a incentivar e a participar diretamente do aprendizado dos filhos. “Devoradores de Livros surgiu com a proposta de fazer as crianças se apaixonarem pela leitura por meio da experimentação. Diante de um universo tão grande e rico de livros, as crianças têm a oportunidade de encontrarem o seu estilo, seus autores e suas histórias preferidas e descobrir o quanto ler é divertido e prazeroso”, explica Jéssica Fonseca, sócia da empresa.

Modelo de sucesso semelhante usado em países como Alemanha e Estados Unidos, a ferramenta possibilita aproximar as crianças do universo da literatura, unindo histórias escritas e tecnologia em um momento em que as crianças convivem cada vez mais cedo com gadgets e aplicativos tecnológicos. “Quando a criança tem acesso às varias opções de livros, ela pode refinar sua escolha, encontrar seu perfil e se tornar o autor de sua própria leitura. O conceito de Banquete de Livros é também um baquete de estímulos, que contribui para a criação da identidade da criança enquanto leitor.

As perguntas formuladas no site Devoradores de Livros ajuda a criança a organizar ‘os sete lugares do pensamento’ (o quê, quem, onde, quando, por que, para que e como). Quando esse conhecimento está definido e estruturado, a criança entende a exata descrição do texto. No Devoradores de Livros, a criança compreende ‘os sete lugares do pensamento’ brincando e, assim, aprende a ler como o autor escreveu. O grande diferencial do site é o uso da tecnologia aplicada à educação literária e voltada para as séries iniciantes”, explica Sonia Rodrigues, consultora do site Devoradores de Livros, professora, escritora e PhD em Literatura pela PUC-RJ.

Como funciona
Os pais cadastram seus filhos no site criam um login e a criança passa a ter acesso ilimitado ao conteúdo da plataforma por uma assinatura mensal (R$ 8,00 no plano anual; R$ 9,00 no plano semestral e planos a partir de R$ 0,73 por aluno para escolas). Já cadastrada, a criança, ao ler um livro, verifica no site a disponibilidade do quiz sobre a obra. Os inscritos também podem sugerir outros livros para serem transformados em joguinhos de perguntas e respostas, ampliando o banco de questionários do Devoradores de Livros. O site é indicado ao público infantil, entre 6 e 11 anos.
O quiz é um questionário com perguntas múltipla escolha sobre a intenção do texto: O livro fala sobre o quê? Quem faz parte da história? Em que ordem as coisas acontecem? O que caracteriza os personagens?
Ao acertar as respostas do quiz, a criança acumula moedas virtuais que podem ser trocadas para personalizar o mascote do cadastrado. Quanto mais acerta, mais completo fica o amigo virtual do pequeno devorador, que vai poder se divertir com ele.
Assim, pais e educadores conseguem acompanhar de maneira objetiva o desenvolvimento da leitura das crianças e incentivá-las a ler cada vez mais.
As indicações dos Devoradores de Livros também funcionam como um estímulo para que as crianças adquiram ou busquem, na biblioteca, livros que tenham visto e gostariam de fazer o quiz criando um círculo virtuoso, que ajudará a ampliar seu horizonte de leitura.
Atualmente, o Devoradores de Livros possui mais de 500 quizzes de diferentes títulos, como clássicos da literatura infantil .
“Estimamos atingir a marca de cerca de 16 mil estudantes até o fim deste ano. E já contamos também com importantes parceiros, como o Comitê pela Democratização da Informática, Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, editoras Zahar e Rovelle, Brinque-Book, entre outros”, conta Denise Vahrenkamp.

Fonte:  Marcelo Brandão para B2B Magazine
 

Vida e Saúde