Vida e Saúde

Serenata resiste ao tempo e conquista o coração das mulheres

Atualizado em: 21/05/2012

Oferecer uma serenata para uma mulher é um jeito clássico de declarar o amor. Apesar de parecer ultrapassado, a apresentação feita por um romântico grupo de seresteiros resiste ao tempo e faz sucesso na hora de impressionar a parceira. E o melhor, uma boa seleção de músicas pode ser o pontapé para iniciar ou, até mesmo, reatar um relacionamento.

No passado, a tradição latina recomendava a realização de uma serenata debaixo, ou em frente, à janela do quarto da mulher. Mas, o tempo passou, os prédios apareceram, os gostos musicais mudaram e elas já não passam mais o dia inteiro em casa. Com isso, os seresteiros tiveram que se adaptar. Agora, se deslocam a qualquer hora do dia, visitam prédios, condomínios e empresas. E, se necessário for, incluem rock, samba e sertanejo no repertório. “É uma forma de unir o charme dos tempos antigos com um belo toque contemporâneo”, diz Neide Jôssy, diretora artística e cantora da Casa da Serenata.

A escolha musical é feita pelo contratante, a partir de seleções pré-formatadas pelos músicos que prestarão o serviço. Porém, isso não impede que aquela “canção do casal” seja incluída no repertório. Mesmo sendo essencialmente musical, a serenata pode até reservar um momento para leitura de um texto para a homenageada.

Em São Paulo, para contratar a apresentação do grupo de até seis vozes masculinas e femininas é preciso desembolsar pelo menos R$ 290. Além dos cantores, a homenagem que dura, em média, 20 minutos, inclui músicos com instrumentos como violino, saxofone, flauta, bandolim e cavaquinho.

Se há um ditado popular que combine bem com as serenatas é “o romantismo não tem idade”, pois mesmo com ar de presente antigo, os mais novos não resistem aos encantos dessa forma de declaração de amor. “Atingimos mais o público de meia idade, mas são muitos os jovens que nos contratam”, revela Fernando Siqueira, integrante do Serenata Brasileira. O grupo de Campinas, no interior de São Paulo, faz em média 20 serenatas todos os meses.

Pura emoção
A serenata se encaixa em qualquer situação romântica, seja para conquistar ou para se reconciliar. “Na conquista, há de ser uma canção que fale aquilo que gostaria de ser dito, já a reconciliação pede uma música que relembre algum momento marcante”, indica Fernando. Se pintar alguma dúvida sobre qual repertório é mais indicado, os grupos dão suporte para a escolha ser certeira.

Durante a apresentação, prepare-se para a emoção que será despertada. Segundo os seresteiros, na maioria das vezes o momento é marcado por um choro de felicidade, de quem recebe um gesto de carinho.

Terra

Vida e Saúde