Vida e Saúde

Roncar durante a gravidez indica risco de pressão alta

Atualizado em: 01/10/2012

gr%C3%A1vida

Mulheres que começam a roncar durante a gravidez têm um risco forte para complicações, de acordo com pesquisa da Universidade de Michigan, nos EUA.

O estudo revela que aquelas que apresentaram problemas de sono no início da gravidez foram mais propensas à hipertensão gestacional e pré-eclâmpsia.

A líder da pesquisa Louise O'Brien e seus colegas analisaram mais de 1.700 participantes. Ronco habitual, o sintoma característico de distúrbios respiratórios do sono, foi definido como o ronco três a quatro noites por semana. Cerca de 25% das mulheres começou a roncar frequentemente durante a gestação e isso dobrou o risco de pressão alta em comparação às mulheres que não roncavam.

Segundo O'Brien, estes resultados sugerem que até 19% dos distúrbios hipertensivos durante a gravidez podem ser atenuados através do tratamento de qualquer distúrbios respiratórios do sono.

"Síndromes hipertensivas da gravidez são a principal causa mundial de mortes maternas e infantis e custam bilhões de dólares anualmente para tratar. Ao questionar as gestantes sobre o ronco, obstetras poderiam identificar mulheres com alto risco de distúrbios respiratórios do sono e intervir durante a gravidez. Isso poderia resultar em melhores resultados para a mãe e o bebê", conclui O'Brien.

Vida e Saúde