Vida e Saúde

Postura incorreta prejudica a estabilidade da coluna

Atualizado em: 08/10/2012

trabalho1

Não basta ir à academia frequentemente e passar mais de seis horas sentado em frente a mesa de trabalho. Uma pesquisa australiana, publicada no "Journal of the American Heart, Association", constatou que as mulheres que passavam muitas horas sentadas tinham 37% mais chances de morrer do que aquelas que ficavam apenas três horas por dia em uma cadeira.

No caso dos homens, esse índice de mortalidade se apresentou menor. Quem ficava muito tempo sentado tinha 18% de chances de morrer. No caso da ausência da prática de atividades físicas, os índices de mortalidade chegavam a duplicar.

A relação entre inatividade física e saúde mais frágil está na ação de uma enzima que controla os níveis de gordura no sangue. Ela ficaria mais alterada nos longos períodos de sedentarismo, provocando mudanças metabólicas como colesterol alto. Fisicamente, o sedentarismo também altera a coluna.

A postura incorreta prejudica a estabilidade dela, mantendo a musculatura posterior da coxa em posição encurtada, o que pode ocasionar dores lombares, nos ombros e joelhos. Segundo os cientistas que divulgaram o estudo, a posição sentada é uma das mais prejudiciais, pois a força resultante na região lombar é quatro vezes maior a que incide na coluna quando se está em pé.

Estadão

Vida e Saúde