Vida e Saúde

Opinião: Psicóloga explica como é formada rede que cuida da saúde mental no SUS

Atualizado em: 01/06/2015

902

A Política Nacional de Saúde Mental, apoiada na lei 10.216/02 (Lei da Reforma Psiquiátrica), busca consolidar um modelo de atenção à saúde mental aberto, de base comunitária, antimanicomial. Isto é, que garante a livre circulação das pessoas com transtornos mentais e com necessidades decorrentes do uso de ckack, álcool e outras drogas pelos serviços, comunidade e cidade.

A Portaria do GM 3088\2011 estabelece a Rede de Atenção Psicossocial – RAPS e define que a REDE é composta por serviços e equipamentos variados:

Unidade Básica de Saúde, Núcleo de Apoio a Saúde da Família, Consultório na Rua; Centros de Atenção Psicossocial nas suas diferentes modalidades (CAPS I, CAPS II, CAPS III, CAPS AD, CAPS AD III E CAPS i); SAMU, UPA 24h, Pronto Socorro – portas hospitalares de atenção à urgência; Unidades de Acolhimento Infantil e Adulto; Leitos em Hospitais Gerais; Serviços residenciais Terapêuticos (SRT), Programa de Volta para Casa (PDV); Iniciativas de Geração de Trabalho e Renda, Empreendimentos Solidários e Cooperativas Sociais.

Para maiores informações: www.saude.gov.br

Fonte: Paraíba Já

Vida e Saúde