Vida e Saúde

OPAS seleciona iniciativas que promovam saúde de mulheres vulneráveis

Atualizado em: 13/02/2017

pregnancy-324872_960_720

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Conselho Nacional de Saúde (CNS) recebem até 12 de março inscrições para o Laboratório de Inovação, iniciativa que reconhece práticas inovadoras na atenção integral à saúde das mulheres. Fruto de uma parceria entre a agência regional da ONU e o governo brasileiro, seleção de projetos tem foco em mulheres que vivem em situações de vulnerabilidade.

Serão aceitos trabalhos que contemplem 11 grupos de usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS): mulheres em situação de rua, mulheres negras, mulheres pescadoras, mulheres ribeirinhas, mulheres quilombolas, mulheres indígenas, mulheres do movimento LGBT, mulheres com deficiência, mulheres do campo e da floresta, mulheres imigrantes e mulheres trabalhadoras do sexo.

Podem participar do processo seletivo conselhos municipais e estaduais de saúde, organizações não governamentais, movimentos sociais e também instituições públicas e privadas ligadas à pesquisa e que tenham produzido resultados práticos na atenção à saúde das mulheres. Cada organismo deve inscrever e apresentar uma experiência de sucesso no atendimento ao público feminino.

Os melhores trabalhos serão apresentados durante a 2ª Conferência Nacional de Saúde das Mulheres, prevista para acontecer em agosto deste ano, em Brasília. As iniciativas também serão divulgadas em uma publicação técnica, intitulada “Navegador SUS”, a ser produzida pela OPAS e o CNS.

Com o Laboratório de Inovação, os dois organismos esperam identificar práticas que poderão servir de base para o aprimoramento das políticas nacionais de saúde voltadas para mulheres vulneráveis.

Acesse o edital do Laboratório e saiba como se inscrever clicando aqui.

 

Fonte: ONU Brasil

 

Vida e Saúde