Vida e Saúde

Não deixe a Vitamina A fora da sua dieta

Atualizado em: 06/07/2012

Muitos são os benefícios dessa substância para o corpo. Reunimos algumas informações sobre esse nutriente e o betacaroteno, pigmento que é transformado na vitamina pelo seu corpo sempre que ele precisa dela.

Alimentos ricos em vitamina A

A recomendação de vitamina A é de 900 microgramas para homens e 700 para mulheres. Por isso, a nossa dica é incluir alguns alimentos campeões no cardápio: Fígado, cenoura, batata doce, abóbora, manga, espinafre, melão cantaloupe, tomate
Couve folha, galinha, pimentão vermelho e queijo prato.

Vitamina A combate a gula

Estudos recentes mostram sua relação com a leptina, o hormônio da saciedade. Não bastasse conter os exageros à mesa, a substância ainda está envolvida em outro mecanismo ligado ao acúmulo de quilos extras. Quando os teores de vitamina A estão aquém das necessidades, as células de gordura, ou adipócitos, se multiplicam com maior facilidade. Não só aumentam de quantidade, mas também de tamanho porque, só para piorar, se o nutriente some temporariamente do prato, cada adipócito passa a estocar mais e mais gordura e incha além da conta. A saída para conter essa expansão exagerada é incluir no cardápio de todo dia uma boa variedade de vegetais de tons alaranjados.

Além de afastar a degeneração macular, mal que acomete o fundo dos olhos, o nutriente tem participação importantíssima em reações químicas que propiciam a visão em ambientes de baixa luminosidade. Ou seja, previne a chamada cegueira noturna, que é a dificuldade para enxergar direito à noite. Essa relação vem sendo estudada desde os anos de 1930. Bem mais recentes, entretanto, são as pesquisas sobre o papel do retinol que é o outro nome da vitamina A na respiração.

Livre-se de espinhas

Um derivado da vitamina A, chamado de isotretinoína, é um dos aliados na guerra contra as espinhas. Essa substância interfere no funcionamento das glândulas sebáceas, explica o dermatologista Joaquim Mesquita Filho, da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Então, elas passam a secretar menos sebo, o que contribui para diminuir a oleosidade cutânea e afastar a acne.

Mas as mulheres em idade fértil devem ficar atentas, pois o tal composto, mesmo extraído de matriz tão vitaminada, pode causar malformação fetal. Antes de tomar a medicação é importante realizar exames para descartar gravidez e ainda verifi car como está o fígado, e aqui o recado é para os homens também. É que o metabolismo da droga acontece ali.

Vitamina A protege o pulmão

O nutriente surpreende os cientistas pela capacidade de preservar os tecidos pulmonares e isso é comprovado por trabalhos científicos que despontam a todo instante. Um deles, publicado na revista Respiratory Cell and Molecular Biology, da Sociedade Americana Torácica, prova que a substância atua na regeneração de alvéolos, pequenas estruturas dos pulmões responsáveis pelas trocas gasosas.

Outros estudos relacionados ao aparelho respiratório revelam que o nutriente também atenua inflamações nos brônquios, como a asma e a DPOC, ou doença pulmonar obstrutiva crônica, mal comum entre fumantes.E, como se fosse pouco, a supervitamina atua no sistema imune. Ela é essencial para nossas defesas, garante a nutricionista Bianca Chimenti, da Nutrociência Assessoria em Nutrologia. Daí, quando os níveis estão o.k., cai o risco de encrencas, como resfriados e gripes.

Betacaroteno atrai juventude

Repare na cenoura, seu laranja-vivo entrega: ela está cheia de betacaroteno. A substância costuma tingir os vegetais dessa cor, a não ser quando convive com outro pigmento, como a clorofila, que acaba impondo o seu verde na aparência de uma rúcula, por exemplo. Mas não se engane com o tom predominante, porque essa verdura é a nossa segunda colocada no ranking do agente laranja.

Na natureza o betacaroteno funciona como uma espécie de escudo contra adversidades que vão de mudanças bruscas de temperatura a escassez de nutrientes e água. Dentro do nosso corpo, não é menos importante: ele é um tremendo antioxidante, contendo os efeitos dos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento precoce de todos os nossos órgãos. Garantir bons teores de betacaroteno é uma excelente medida para diminuir o risco de doenças cardiovasculares.

Fonte: da Redação (com informações da Revista Saúde é Vital!)

Vida e Saúde