Vida e Saúde

Nanotecnologia em cosméticos em debate

Atualizado em: 16/03/2013

??????????

A nanotecnologia trabalha com componentes inteligentes, de alta tecnologia, com tamanhos microscópicos. Há pouco mais de uma década, estudos em nanotecnologia voltados para cosmética vêm sendo aplicados no Brasil. Silvia Guterres, doutora em Farmácia e pesquisadora na área de nanociência, estará em Balneário Camboriú, neste dia 15 de março, para palestrar na 43ª Jornada Catarinense de Dermatologia.

Silvia Guterres participou do desenvolvimento do primeiro medicamento de base nanotecnológica brasileiro, um nanoanestésico para a pele. Ela também coordenou o desenvolvimento do primeiro fotoprotetor de base tecnológia, totalmente nacional, comercializado pela Biolab, indústria farmacêutica. “A Dra. Silvia foi fundamental para o desenvolvimento do fotoprotetor, pioneiro no segmento. A Biolab, por ser uma farmacêutica 100% nacional e apoiar a pesquisa brasileira, sente-se lisonjeada por ter especialistas deste nível, que representam o quanto o país se destaca cientificamente”, explica Gisele Lessa, Gerente de Produtos Dermocosméticos da Biolab.
 
Atualmente, a nanotecnologia voltada para a cosmética tem como foco principal os produtos para pele do rosto e do corpo, com ação antienvelhecimento e de fotoproteção. Guterres explica que, através da nanotecnologia, é possível controlar a penetração dos ativos nas camadas da pele e a sua liberação, possibilitando maior segurança, eficácia e uma cosmética superior.

Assessoria(© Racnus | Dreamstime Stock Photos & Imagens de Stock Grátis)

Vida e Saúde