Vida e Saúde

Mulheres têm mais facilidade com a linguagem

Atualizado em: 29/10/2012

mulher2

 A diferença principal entre homens e mulheres é o cromossomo Y, mas isso afeta vários aspectos, entre eles anatômicos e comportamentais. Além disso, diferenças no cérebro e nos hormônios também são fatores que diferem principalmente nas habilidades femininas e masculinas.

Testes mostram, por exemplo, que a mulher tem mais facilidade em processar a linguagem (falada, lida, ouvida e escrita) do que os homens. Isso acontece porque nela os dois lados dos lobos frontais são ativados ao falar; já nele, apenas o lado esquerdo.

Por causa disso, no caso de um AVC, por exemplo, a mulher tem mais condições de recuperar a fala porque trabalha a linguagem nos dois lados do cérebro. Para os homens, caso o lado ativado seja atingido, isso se torna ainda mais difícil.

Essa distinção influencia também em alguns outros fatores, como nas mulheres, maior habilidade para falar, melhor vocabulário, maior avaliação de estética e cores, maior sensibilidade para interpretar emoções, mais sensibilidade, mais atenção e capacidade de realizar duas tarefas ao mesmo tempo.

Já nos homens, a linguagem é mais objetiva e a habilidade é maior na área de cálculos, matemática, engenharia, aviação e direção. Além disso, eles são mais focados e têm maior chance de desenvolver uma inteligência espacial, por isso existem mais homens “gênios” do que mulheres.

Homens também tendem a arriscar mais e são mais corajosos, ou seja, têm menos medo de assumir dívidas ou de largar um emprego, enquanto a mulher é mais limitada pela segurança e comodidade. Eles também têm maior senso de direção, que é uma diferença muito interessante.

Por exemplo, um homem consegue encontrar um endereço apenas com as coordenadas de virar à direita ou esquerda. Já a mulher se orienta com detalhes, como uma padaria na esquina da rua que deve virar, uma árvore no meio do caminho ou uma casa com a parede colorida, que são pistas sensoriais.

A testosterona faz o homem ter mais músculos, menos gordura, menos celulite e também ter maior facilidade em gastar energia e perder peso. No caso da mulher, o estrógeno a faz delicada, cheia de curvas e com a gordura distribuída nas nádegas, mamas e coxas.

No entanto, mulheres também podem ser expostas aos hormônios masculinos ainda no útero materno, o que pode contribuir para que elas se interessem mais por matemática ou engenharia, por exemplo.

Para descobrir isso, o Bem Estar mostrou o teste do dedo anelar: se for maior que o indicador, indica que ela foi exposta a maiores níveis de testosterona ainda no útero materno.

O homem também tem muito mais neurônios, por causa do número de células musculares, que neles é maior. Por causa disso, a incidência de doenças como o mal de Alzheimer é maior na mulher, já que o número de neurônios é reduzido. No homem, existe uma reserva maior e por isso a chance é menor.

Saber quais são essas diferenças e entendê-las é importante porque, além de ajudar a compreender o cérebro feminino e masculino, também auxilia na reabilitação cognitiva e no diagnóstico precoce de doenças, como o Alzheimer, entre outros benefícios.

Bem Estar

Vida e Saúde