Vida e Saúde

MS lança a campanha ‘Sou feliz sendo prostituta’

Atualizado em: 05/06/2013

prostituta

O Ministério da Saúde lançou nas redes sociais uma campanha para celebrar o Dia Internacional das Prostitutas (2 de junho). Entre fotos e vídeos que compõem a iniciativa, uma em especial promete gerar debates. Na imagem divulgada pelo Governo Federal, está escrito: "Eu sou feliz sendo prostituta".

A frase é atribuída à Nilce Machado, identificada como moradora de Porto Alegre. Um texto de divulgação da campanha afirma que "a mobilização vai dar visibilidade a esse público veiculando materiais que se oponham ao estigma da prostituição associada à infecção pelo HIV e aids".

As peças divulgadas pelo órgão foram desenvolvidas durante uma oficina com prostitutas realizada entre 11 e 14 de março em João Pessoa. Segundo a Rede Brasileira de Prostitutas, o dia internacional da categoria relembra manifestações por melhores condições de trabalho realizadas na França em 1975.

Polêmicas

Essa não é a primeira polêmica envolvendo iniciativas do Ministério da Saúde em 2013. Em março, o órgão suspendeu a distribuição de materiais de uma campanha com mensagens anti-homofobia e de incentivo ao uso da camisinha.

O motivo alegado foi o fato das peças não terem sido aprovadas pelo Ministério da Educação e conterem erros de forma e conteúdo. A suspensão da campanha foi criticada por representante das Nações Unidas.

Assista aqui a um dos vídeos da campanha sobre prostituição do Ministério da Saúde:

Exame

Vida e Saúde