Vida e Saúde

João Pessoa vai ganhar Centro de Parto Normal e vai identificar mulheres com gestação de risco.

Atualizado em: 19/02/2012

Em pleno domingo de Carnaval, a notícia que chamou a atenção das mães paraibanas foi a de que a capital paraibana terá um Centro de Parto Normal, que deverá ser instalado anexo à Maternidade Cândida Vargas. A informação foi veiculada no Jornal da Paraíba desse domingo (19).

Segundo a publicação, o projeto já foi concluído e aguarda agora a conclusão de procedimentos administrativos. O Centro também faz parte da Rede Cegonha e vai separar as gestantes de alto risco das gestantes consideradas em situação de baixo risco, o objetivo do local é estimular a paciente a ter o seu bebê através do parto normal.

O espaço vai contar com aproximadamente 12 leitos com uma área ampla onde as mulheres possam caminhar durante o trabalho de parto e uma banheira de hidromassagem. “Nosso objetivo é deixar a grávida confortável, de forma que o trabalho de parto possa ser bem dinâmico, o que permite rapidez no nascimento do bebê,” disse a diretora Ana de Lourdes. Ela explicou que o centro também tem como objetivo diminuir a quantidade de medicamento que a paciente recebe para que o parto seja induzido.

“O organismo da mulher libera um hormônio chamado ocitocina, que promove as contrações do útero, de forma natural. Nós queremos estimular que a mulher esteja relaxada durante o trabalho de parto para que esse hormônio seja liberado e não seja necessária a aplicação de medicamentos. Quando ela está confiante e bem assistida o parto transcorre de forma natural,” disse Ana de Lourdes.

A Rede Cegonha prevê também uma casa de apoio às mães dos bebês que estão internos na UTI. Serão casas anexas onde as mães poderão ficar até que os filhos recebam alta médica.

Da redação, com informações do Jornal da Paraíba

Vida e Saúde