Vida e Saúde

Já pensou em não comer nunca mais? O futuro chegou – pra ficar…

Atualizado em: 22/01/2015

bebida1

Em tempos de crise hídrica, pensar em uma cidade como São Paulo sem uma gota d’água é desesperador – no mínimo! E se a Cantareira não enche, quando a água faltar, o pânico vai rolar solto. E a falta de alimentos, num futuro tão distante, nos assombra da mesma forma – só que essa realidade não está tão próxima (por enquanto!) – ainda bem! E se algum dia isso acontecer, porque não abandonar de vez a comida e passar a viver apenas de um liquido viscoso, uma espécie de Milk shake grudento, criado pelo norte-americano Rob Rhinehart, em 2012? Que delicia, hein… Eis aqui a novidade que veio pra ficar: Soylent, bebida que substitui qualquer alimento – for real!

Pra começo de conversa, Soylent é uma referência ao que os personagens do filme de ficção científica “No Mundo de 2020”, de 1973, comiam, e em pleno 2015, isso está mais real que nunca. Rob pensou que precisamos de aminoácidos e de lipídios, não do próprio leite, assim como necessitamos do carboidrato e não do pão, então porque não juntar vitaminas, minerais e todos os componentes químicos básicos numa coisa só? Foi o que ele fez ao encomendar 35 ingredientes e misturar todos eles com água, bater no liquidificador e beber. Em recente entrevista, o rapaz de 28 anos, está a três anos vivendo com o elixir que criou. Wow!

RADICAL
bebida2
“Fim da comida”, um “milagre”, coisas do “futuro” – títulos que o produto ganhou de jornais internacionais, como o “New York Times” – e fez com que o Soylent recebesse investimentos de todos os lugares do mundo, através de empresários que apostam e acreditam na ideia. Cada embalagem com “comida” pra uma semana custa US$65, e quem está a fim de provar, basta encomendar um kit através do site da marca, que entrega all around the world. Tá?

BEM / MAL

Sem dramas específicos, ou declarações de que o excesso ou a falta de alimentos de verdade possa prejudicar a saúde, pessoas testaram o produto por meses e além do gosto forte, do cheiro ruim e da textura nada prazerosa, não apresentaram moleza, ou problemas graves, muito pelo contrário, uma disposição sem fim, cabelos e unhas mais firmes, dentes mais brancos e um leve emagrecimento.

O lado negativo dessa experiência está mais na parte social, onde o prazer de comer com amigos ou familiares é deixado de lado, e com essa ‘exclusão’, uma solidão e um isolamento parece ‘dominar’ quem consome a mistura, afinal, sair pra jantar já não é mais uma opção pra você, não é mesmo? E ver aquela pizza desaparecer em segundos, sem dar uma mordida, não é a experiência mais agradável.

ESCOLHA

bebida3
A ideia radical é dosada de acordo com cada um, e nós aqui da Glamour ficamos desesperados só de pensar que comer uma coxinha ou um brigadeiro estaria fora de cogitação. Quem aceita fazer parte dessa dieta doida pode comer o que quiser, sem restrição, o problema é que com um único copo de Soylent você já se sente saciado e daí a vontade de comer qualquer coisa desaparece, entendeu? O melhor – pra nós! – seria dosar o produto com comidas e outras frescurinhas, sem se privar de tudo de uma vez só, até porque, sem testes oficiais, ninguém sabe quais são os risco e todas as propriedades dessa misturinha complexa, hein?

Seria essa a última moda? Será que vai pegar? O futuro já chegou e a gente esperava taaaaanto uma comidinha mais saborosa & show, tipo snacks de astronautas, entendeu? Parece que a evolução da ‘não-comida’ ainda precisa passar por uns ajustes técnicos.

FOnte: Glamour

Vida e Saúde