Vida e Saúde

Infecção na urina: por que ela é mais frequente nas mulheres?

Atualizado em: 21/06/2017

infeccao-na-urina-640x426

A infecção urinário pode ser um problema repetitivo, principalmente em mulheres. Leia a matéria na integra, abaixo e saiba quais as causa, sintomas e métodos de prevenção contra a doença.

 

Infecção na urina: por que ela é mais frequente nas mulheres?

A infecção urinária é uma doença muito comum, que engloba até 50% de mulheres entre 20 e 40 anos com vida sexual ativa. Este problema costuma aparecer mais vezes em curtos períodos de tempo (pelo menos 6 meses), desenvolvendo a infecção de urina de repetição.

A infecção tende a se desenvolver pela ação do microrganismo Escherichia coli, presente no intestino, pois a bactéria entra nas vias urinárias e se multiplica. Ela não é transmissível, e pode aparecer por um desequilíbrio no pH da região.

“Uma flora vaginal saudável, com pH ácido, ajuda a proteger a região. Se existe algum desequilíbrio nas bactérias protetoras da vagina, você fica mais suscetível à doença”

— Dr. José Carlos Laydner

Sintomas da infecção urinária

Os sintomas costumam ser bem incômodos, porém, são fáceis de identificar, assim fica mais fácil o diagnóstico, não só pelo médico, mas pela própria pessoa. Os principais sinais que o corpo dá são:

  • dor na parte inferior do abdômen;
  • incômodo durante a relação sexual;
  • necessidade frequente de urinar;
  • desconforto na bexiga;
  • incontinência urinária;
  • cheiro urinário desagradável;
  • presença de sangue na urina;
  • infecção recorrente;
  • irritação vaginal;
  • sensibilidade ao toque.

Nos casos masculinos, a doença pode até apresentar sintomas como ardores e febre.

A cor da urina pode ser um sinal?

teste-de-urina
Infecção na urina
A cor da urina pode representar desde problemas leves até infecções graves, veja abaixo o que cada coloração significa, e como isso afeta seu organismo.

Amarelo escuro ou mel

Pode ser sinal de falta de hidratação, já que a quantidade consumida de água durante o dia tem total relação com a concentração de urina. Esta cor também é comum no caso de infecção na urina.

Laranja ou vermelho

Essas cores são indicadoras de perda sanguínea no xixi. O sangue pode vir dos rins ou das vias urinárias, devido à pedras que machucam a região.

Marrom

Coloração mais comum no caso em que o fígado está adoentado, onde a pessoa pode produzir bilirrubinas em excesso, excretadas pelos rins com tom marrom.

Azul ou verde

Existem algumas bactérias incomuns que podem afetar a urina, geralmente contraídas em hospitais ou quando as vias urinárias se entopem, produzindo pigmentação azulada ou esverdeada, conhecidas como bacilos piociânicos.

Infecção urinária em mulheres

De acordo com informações do Hospital Santa Lúcia, dadas pelo Dr. Laydner, a mulher é muito mais suscetível à infecção urinária, devido à sua uretra curta. “Com essa configuração, a bactéria que está no períneo (área entre o ânus e a vagina) chega mais facilmente na uretra, porta de entrada para a infecção”.

O doutor ainda aponta que pessoas que sofrem constantemente com o problema possuem um tipo de mucosa que propicia a aderência bacteriana, podendo ser uma característica hereditária.

Formas de prevenção

  • Cuidar da higiene íntima, mantendo as regiões genitais sempre limpas;
  • usar o papel higiênico de cima para baixo, evitando assim que bactérias da flora intestinal se aproximem da uretra;
  • durante a menstruação, trocar o absorvente com frequência;
  • utilizar roupas íntimas de algodão;
  • fazer xixi após ter relação sexual auxilia na eliminação de bactérias;
  • verificar se a lubrificação genital está suficiente durante a atividade sexual;
  • ingerir muita água;
  • evitar alimentos industrializados com muito sódio;
  • álcool, cigarro e café são grandes vilões neste caso, evite-os;
    não segurar o xixi;
  • consumir vitamina C, pois os alimentos que contêm este elemento reduzem a acidez urinária.

“Uma das melhores opções é o suco de cranberry (oxicoco), que possui compostos que inibem a aderência da bactéria Escherichia coli na mucosa do trato urinário.”

— Hospital Santa Lucia

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito através de exames laboratoriais, principalmente o de urina, pois ele define qual o tipo bacteriano e qual o melhor antibiótico para se utilizar (que deve ser prescrito somente por um profissional da saúde).

Tratamentos para infecção urinária

O tratamento adequado é indicado pelo médico, de acordo com a infecção, e geralmente consiste no uso de antibióticos, para matar as bactérias e cessar o desenvolvimento das mesmas ou no uso de penicilina, que age matando bactérias específicas.

É importante lembrar que quando esta doença não é tratada de maneira correta, as bactérias podem afetar outros órgãos, como por exemplo os rins, causando múltiplas complicações. Esta infecção generalizada pode levar à morte.

Já teve infecção urinária? Ela apareceu uma vez ou veio te incomodar várias vezes? Conte para nós como se sentiu e qual foi o seu tipo de tratamento, aqui no Saudável e feliz.

Fonte: Saudável e Feliz

Vida e Saúde