Vida e Saúde

Festival Sons e Sabores do Brejo atrai turistas com união de arte e gastronomia

Atualizado em: 21/10/2013

sons-e-sabores

O que você acha da ideia de passar o final de semana numa cidade do interior experimentando pratos da culinária local? E entre a degustação de uma iguaria e outra, conhecer os pontos turísticos e a cultura do lugar? Se achou a proposta irresistível, apronte a mala e escolha um dos próximos municípios que irão sediar o Festival Sons e Sabores do Brejo, que começou no último final de semana e vai até o dia 15 de dezembro.

O festival, que reúne turismo, arte e gastronomia, é uma parceria do Sebrae Paraíba, Empresa Paraíba de Turismo (PBTur), Fórum de Turismo do Brejo paraibano e prefeituras municipais. A primeira parada foi o município de Bananeiras, que abriu o festival no último dia 18, com oficinas, exposição de artes plásticas, trilhas ecológicas e shows de música, dança e teatro.

Durante o festival gastronômico em Bananeiras foram apresentados 12 pratos criados pelos chefs dos empreendimentos locais. E na cidade, o que não falta é lugar para comer bem. O turista encontra restaurantes sofisticados (como o Terraço Lisboa e o Sabor da Terra do Hotel Serra Golfe), tapiocarias, cafés, lanchonetes, choperias e pizzarias. Mas não é apenas o sabor das comidas que atrai a atenção dos visitantes. A decoração e o atendimento também fazem a diferença.

O jornalista Rogério Almeida, presidente da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet-PB), liderou um grupo de jornalistas que foi até Bananeiras conferir o festival. Ele conta que gostou do que viu. “Eu imaginava que as atividades se concentravam num único local e ao chegar aqui me surpreendi quando vi que o evento envolve toda a cidade. Esse casamento da arte com a gastronomia deu muito certo. Espero que o festival permaneça no calendário do turismo paraibano”, disse.

Regina Amorim, gestora de turismo do Sebrae Paraíba, lembra que os festivais gastronômicos são excelentes ferramentas para o incremento da atividade turística. “Eventos como esse contribuem para a divulgação do destino turístico e da cultura local. O nosso objetivo é atrair turistas e transformar viagens em experiências significativas, levando o turista a experimentar sensações diferentes”, disse.
Douglas Lucena, prefeito de Bananeiras, disse que o Sebrae tem sido um parceiro valioso para o desenvolvimento turístico do município. “Procuramos criar eventos que agreguem valor aos nossos produtos, além de consolidar os que já existem. O Sebrae está sempre presente nesses momentos e esse festival é mais uma excelente proposta porque fortalece a região do brejo como destino turístico”, disse.

Compartilhando experiências – Um dos momentos mais esperados do festival são as oficinas mão na massa, nas quais empresários de sucesso contam as suas experiências e montam os pratos para que os convidados possam experimentar. A ideia é incentivar aqueles que querem se tornar empreendedores.

Na plateia lotada, mulheres e homens com sonhos em comum ouviram atentamente a história do chef José Miguel, proprietário da Arte da Pizza, que fica nos Bancários, em João Pessoa. “Aos 17 anos fui para o Rio de Janeiro. Comecei lavando pratos numa pizzaria e depois fui promovido a pizzaiolo. Também passei um tempo em Brasília e depois de 15 anos trabalhando para os outros, decidi que era hora de voltar à minha terra e abrir minha própria pizzaria”, conta Miguel. O negócio, que começou em 2008 com apenas três funcionários, hoje tem 30 e um crescimento médio de 50% ao ano. Com um sorriso de satisfação, Miguel conta o segredo de tanto sucesso: “Trabalhamos com amor para oferecer um produto de qualidade”, ensina.

A empresária Ana Paula Borges também tem muita história para contar. Há dez anos, abriu a Fina Fatia, na Capital, um empreendimento ousado que reúne, num único local, sanduicheria, cafeteria, tapiocaria e confeitaria. O cardápio é variado, mas um dos pratos mais procurados é o wrap (fatia de pão-folha recheada com banana e canela), criação da casa, mostrado durante a oficina. O prato foi o campeão do Festival Brasil Sabor 2013 na categoria fast food. Ana Paula, que antes de abrir a casa de lanches fast food, tinha uma pequena fábrica de sanduíches naturais, falou da parceria com o Sebrae. “Contamos com o apoio do Sebrae desde o planejamento para abrir a empresa até a capacitação dos funcionários. O Sebrae é um parceiro fundamental para qualquer empresa que deseja atingir a excelência”, disse.

A outra empresa que participou das oficinas está no mercado há menos de um mês. A Empório da Coxinha, que fica no bairro Jaguaribe, em João Pessoa, faz sucesso porque oferece coxinhas com recheios variados e combinações ousadas, feitas com massas leves. “Oitenta por cento da nossa massa é feita com macaxeira ou batata inglesa, o que deixa a coxinha leve e mais saborosa”, conta o empresário Daniel Falcão, que toca o negócio ao lado da mulher Larissa. Durante a oficina, os participantes provaram a coxinha de cartola (com recheio de banana e canela), criada durante o evento.
Informais – Os empreendedores informais também têm vez no festival. Na feirinha gastronômica, instalada em praça pública, eles comercializam os seus produtos enquanto os turistas assistem às apresentações de música, dança e teatro. Há dez anos, o casal Paulo e Mirian Marques ganha a vida vendendo biscoitos e doces caseiros, produzidos sem qualquer tipo de conservante. “Comecei vendendo de porta em porta os biscoitos que a minha mulher fazia. Depois larguei o emprego e decidi me dedicar somente ao nosso negócio. Os turistas são os nossos principais clientes. Os nossos biscoitos já foram parar até no exterior”, conta Paulo.


Próximos destinos – O Festival Sons e Sabores do Brejo continua nos seguintes municípios: Alagoa Grande (25 a 27 de outubro), Areia (08 a 10 de novembro), Guarabira (15 a 17 de novembro), Solânea (22 a 24 de novembro), Serraria (29 de novembro a 01 de dezembro), Remígio (06 a 08 de dezembro) e Pilões (13 a 15 de dezembro).
 

Fonte: Assessoria

Vida e Saúde