Vida e Saúde

Falta de libido é a principal queixa do público feminino

Atualizado em: 09/03/2013

??????????????

No Dia Internacional da Mulher (8), o Ambulatório da Sexualidade do HC (Hospital das Clínicas) fez um levantamento e chama atenção para uma questão ainda considerada um tabu: a falta de libido é a principal queixa de 65% das mulheres.

Além disso, pontua-se que 23% do público feminino sofrem da ausência de orgasmo (anorgasmia), enquanto que 13% se queixam de vaginismo (contração involuntária de músculos próximos da vagina).

Na maioria dos casos, o desinteresse pela relação sexual decorre de fatores emocionais — um dos motivos mais reclamados durante o casamento.

A sexóloga Elsa Gay, do HC, explica que mulheres buscam medicamentos ou, até mesmo, uma ‘fórmula mágica’ para tratar o problema.

No Ambulatório da Sexualidade, as pacientes passam por uma terapia cognitiva de comportamento em grupo. O tratamento tem duração de oito semanas cujos resultados dependem de como a mulher lida com o desejo, medo, corpo e fantasias sexuais.

De acordo com a especialista, durante o procedimento as mulheres aprendem a investir no relacionamento e a trabalhar com sua sexualidade. Assim, elas passam a conhecer melhor o corpo e a se comunicar com o parceiro com o intuito de evitar o sexo por obrigação. Tais fatores estimulam a vida sexual, tornando-a mais prazerosa.

— A menopausa também não é justificativa para a perda da libido.

R7(© Raphotography | Dreamstime Stock Photos & Stock Free Images)

Vida e Saúde