Vida e Saúde

Estudo: desrespeitar relógio biológico causa fadiga e obesidade

Atualizado em: 22/05/2012

A falta de sincronia entre o relógio biológico e a rotina corrida pode levar a uma síndrome chamada de jet lag social, em referência à fadiga, insônia e irritação causados por viagens entre os diferentes fusos horários.

A vida fora do ritmo natural pode estar por trás de problemas do sono, da epidemia de obesidade e de maus hábitos, como fumar e beber, segundo pesquisa liderada por Till Roenneberg, da Universidade de Munique, na Alemanha. Os dados são do jornal Daily Mail.

Roenneberg explicou que o relógio interno do ser humano é regulado pela luz do dia e pela escuridão para fornecer o tempo ideal de dormir e acordar. “Na sociedade moderna, nós escutamos aqueles relógios cada vez menos devido à discrepância crescente entre o que o relógio do corpo nos diz e o que o chefe nos diz.”

Para chegar a essas conclusões, a equipe contou com um vasto banco de dados e pretende gerar um mapa mundial do sono. Entre as dicas que colaboram na luta contra a síndrome estão passar mais tempo ao ar livre ou, pelo menos, sentar em locais próximos a janelas. Quem não investe nas medidas acaba enfrentando cansaço durante o dia e dificuldade para adormecer à noite.

“Acordar com um despertador é uma faceta relativamente nova de nossas vidas”, afirmou Roenneberg. “Isso significa que não temos dormido o suficiente e essa é a razão pela qual estamos cronicamente cansados. Ter uma boa noite de sono e dormir o suficiente não são desperdício de tempo, mas garantia de melhor desempenho no trabalho e mais diversão com os amigos e familiares durante as folgas”, acrescentou.

Ponto a Ponto Ideias

Vida e Saúde