Vida e Saúde

Escolha o melhor finalizador para o seu cabelo

Atualizado em: 03/09/2012

Girl with reddish hair in office #4

O tratamento dos cabelos é feito diariamente, com o xampu perfeito, o condicionador adequado, e termina quando eles já estão sendo secos. Ao término desse processo entram os finalizadores, produtos que podem ajudar a potencializar o que há de mais bonito nos fios. "Cada um deles serve para ressaltar determinada característica: existe um bom para os cachos, outro para os fios mais retos, para os lisos ou para diminuir as pontas ressecadas, por exemplo", afirma o cabeleireiro Gennaro Preite, consultor de beleza da Condor. Dependendo da sua situação, há um produto perfeito; descubra qual é ele. 

Leave-in

 

As meninas que têm cabelos secos podem apostar no poder do leave-in, um produto utilizado para pentear, controlar volume e proteger os fios durante a escova ou a chapinha. "Como ele mantém a umidade dos cabelos durante todo o dia, pode ser usado como creme sem enxague para cabelos lisos", afirma o cabeleireiro Gennaro Preite, consultor de beleza da Condor. Por isso mesmo, o produto não é recomendado para fios oleosos, pois o cabelo pode ficar ainda mais pesado e ganhar impressão de sujo. "Alguns são muito versáteis, e podem ser usados na piscina, como fator de proteção solar ou para prolongar a coloração", diz o visagista Marcello Marcondes, do MM Hair Salon. 

 

Silicone

 

A facilidade de aplicação é uma das maiores vantagens do silicone como finalizador. Usado depois da escova, por exemplo, cria uma barreira protetora, controla o frizz e dá muito brilho, de acordo com Marcello Marcondes. Cabelos sem brilho e com sinais de ressecamento são os grandes beneficiados. Porém, o silicone não é um hidratante e nem funciona como tratamento. "Ele é apenas um óleo de origem vegetal ou mineral que deixa o cabelo com aparência brilhosa", afirma o consultor Gennaro Preite. Além disso, se usado antes da chapinha, pode 'fritar' o cabelo e deixá-lo menos saudável. 

 

Óleo de argan

 

Esse nome passou a ser muito ouvido nos salões de beleza de todo o país. O óleo de origem marroquina e produção israelense conquistou a cabeça das brasileiras, e não é por menos: ele é rico nas vitaminas A, D e E, e ajuda na regeneração dos fios. Mas não são todas as mulheres que devem usá-lo. "Quem tem fios volumosos, corte de fio reto ou cabelos grossos vai ficar com um aspecto pesado no visual", diz o especialista Gennaro. Cabelos finos e quimicamente tratados, com mechas, luzes e descoloração, são os maiores beneficiados pelo produto, que só deve ser aplicado nas pontas e no comprimento dos fios. "Quem não fez química pode dispensá-lo". 

 

Ativador de cachos

 

Para deixar os cachos à mostra, o ativador é a melhor solução. "Muita gente usa o leave-in com essa intenção, mas está enganado, já que ele tem a função de alisar o cabelo", afirma Gennaro Preite. Com os fios cacheados, a intenção é 'bagunçar', e o ativador de cachos faz isso tirando o peso e dando até mesmo uma impressão de maior volume. Para os cabelos crespos, esse é também o produto mais indicado, porque melhora a hidratação no comprimento dos fios. 

 

Spray

 

Ocasiões especiais pedem penteados especiais ? principalmente um que dure a noite toda. Para garantir isso, o spray é uma arma poderosa dos cabeleireiros. "Neste formato, o finalizador é muito mais fácil de aplicar, pois é possível direcionar o jato exatamente onde se deseja o efeito de fixação", afirma o visagista Marcello Marcondes. Fabricados em intensidades diferentes (baixa, média, forte e extra forte), pode ser usado em qualquer tipo de cabelo para dar volume ou fixar os fios. 

 

Mousse

 

O mousse é um líquido que, misturado com gás, se transforma em espuma. Funciona como o spray, mas é muito mais eficiente para fixar cabelos modelados com baby liss, dando firmeza aos cachos. "Ele ajuda a aumentar o volume e dar mais textura, sendo muito recomendado para quem tem poucos fios, ou cabelos finos", afirma o especialista Marcello Marcondes. Para os meninos, também pode ser usado como uma alternativa ao gel, que é muito mais agressivo com o couro cabeludo, em moicanos e topetes. 

 

Gel

 

O fixador mais conhecido dos anos 1980 ainda não saiu de moda. À base de álcool, o gel tem como principal função fixar o penteado dando um aspecto úmido, de quem acabou de sair do banho. As mulheres foram abandonando o produto ao longo do tempo, já que o uso continuo causa uma desagradável descamação do couro cabeludo, mas o público masculino continua fiel ao finalizador. "Cabelos lisos ou com pouca ondulação podem usar bastante o gel, mas é muito importante que eles estejam limpos na hora da aplicação", diz o cabeleireiro Marcello Marcondes. Uma dica interessante é dissolver o gel em água, para que ele não seja aplicado diretamente nos fios. 

 

Minha Vida

Vida e Saúde