Vida e Saúde

Encontrou o seu grande amor? Parabéns, você acaba de ganhar uma sogra

Atualizado em: 16/07/2012

Falar mal da sogra é quase como uma necessidade, mesmo que a sua sogra a melhor pessoa do mundo. Ela é motivo das mais perversas piadas, servindo de personagens de história que nem sempre são verdadeiras.

Para quem possui uma “sogra problema” o segredo é paciência. No caso daquelas que estão começando um relacionamento, inclusive com a sobra, segue algumas dicas para evitar dias difíceis:

1 – Não tente competir com ela

Lembre-se que você está entrando na vida de seu namorado agora e não vale a pena competir com a mãe dele, já que você chegou depois. É muito mais sensato você, aos poucos, ir conquistando seu lugar, do que querer invadir o espaço da mãe. Seja ele do tamanho que for.

2 – Tornar-se a melhor amiga dela não é conveniente

Sua sogra é uma pessoa com quem você vai ter de conviver, gostando ou não. Assim, tente entender quem é essa pessoa, quais as características que você aprecia e quais as que não aprecia nela, independente do vinculo parental dela com seu namorado. Mesmo que chegue à conclusão que ela é uma megera, tente, ao menos, tratá-la com respeito. Você não precisa se tornar a melhor amiga dela. Aliás, isso nem é conveniente porque grandes amores, quando se rompem, transformam-se em grandes ódios.

3 – Não polemize com ela

Tente apenas participar dos programas familiares mantendo seu bom humor e evitando emitir publicamente sua opinião sobre assuntos polêmicos, principalmente quando sua visão for muito diferente da dela.

4 – Não deixe seu namorado na saia-justa

Guarde esses assuntos polêmicos para discutir com seu namorado num outro momento; não o faça sentir-se entre a cruz e a caldeirinha por ter que agradar a mãe e a você ao mesmo tempo.

E saiba que talvez, quando você for mãe também, fique mais fácil entender muitos sentimentos que agora parecem estranhos a você.

Nesse momento, olhando para trás, pode ser que a imagem que você tem de sua sogra hoje se torne mais compreensível. E você, de posse da reflexão que fizer agora, possa se tornar uma sogra mais consciente e usar esse conhecimento a favor de uma relação mais humanizada e menos neurótica.

Fonte: da Redação (com Uol)

Vida e Saúde