Vida e Saúde

É possível ganhar massa magra e perder gordura?

Atualizado em: 02/03/2013

dieta

Praticamente todas as pessoas que se exercitam têm o mesmo objetivo: perder gordura e ganhar massa muscular. Mas poucas realmente sabem o que isso significa, como acontece e o que se deve fazer para conseguir tal objetivo.

Para emagrecer, ou seja, diminuir o percentual de gordura corporal, é imprescindível que seu gasto energético diário seja superior à quantidade de calorias ingeridas na alimentação. Dessa forma, praticar exercício físico e ter uma alimentação controlada são as duas formas de atingir esse objetivo. A gordura é estocada no nosso corpo por vários motivos, entre eles servir como fonte de energia. A ideia do emagrecimento é gastar energia estocada (gordura) para suprir o gasto energético diário, já que a alimentação forneceu menos calorias do que o necessário.

O aumento de massa muscular, por sua vez, é possível via dois mecanismos: exercícios físicos (especialmente os resistidos, como a musculação) e alimentação. Ao contrário do processo de emagrecimento, para aumentar massa muscular, o balanço calórico deve ser positivo, consumindo-se mais calorias do que se gasta. Particularmente, a ingestão de proteínas leva a um aumento de tamanho das fibras musculares, a chamada hipertrofia. Porém, esse efeito é muito limitado se a pessoa não se exercitar, daí a importância da união de exercício físico e alimentação saudável.

Mas é possível emagrecer e ganhar músculos ao mesmo tempo? Sim, é possível, porém trata-se de um processo difícil e demorado para a maioria das pessoas. O grande problema está no balanço energético, pois para emagrecer, ele deve ser negativo e, para aumentar massa muscular, deve ser positivo. Por isso a dieta tem papel fundamental nessas circunstâncias. O nutricionista deve equilibrar a alimentação da pessoa para que, com a prática de exercícios físicos, ela consiga usar gordura como fonte de energia e aumentar a síntese de proteínas no músculo, mesmo que de maneira mais demorada. Isso seria o que muitos chamam de “transformar gordura em músculo”. Isso é só uma forma de expressão, pois não tem como, literalmente, transformar células de gordura em células musculares. O que acontece é a perda de gordura ao mesmo tempo em que se desenvolvem os músculos, com resultado de definição muscular aparente.

Outro detalhe importante para quem deseja emagrecer é a preocupação excessiva com o peso. Nem sempre perder peso significa emagrecer, assim como nem sempre emagrecer significa perder peso. Conforme explicado anteriormente, é possível perder gordura e ganhar massa muscular e, nesse caso, é bem provável que não se perca muito peso ou até mesmo haja um pequeno ganho. O motivo é simples, perde-se tecido gorduroso, mas ganha-se tecido muscular, melhorando a composição corporal e a saúde de uma forma geral. Vale salientar que músculo pesa mais do que gordura, o que também contribui para o efeito na balança. Por outro lado, pode-se perder peso por causa da perda de massa muscular, e não de gordura, o que não é nem um pouco desejável, nem saudável.

Sendo assim, não devemos nos preocupar somente com o peso, mas principalmente com a composição corporal. Seja qual for seu objetivo, procure sempre um nutricionista para uma orientação profissional adequada à sua saúde e aos seus objetivos.

iSaúde Bahia

Vida e Saúde