Vida e Saúde

Deputado propõe volta de emagrecedores anfetamínicos

Atualizado em: 10/10/2012

p%C3%ADlula

Projeto de lei que prevê o retorno de emagrecedores derivados de anfetamina ao mercado começou a ser discutido na terça-feira (09) na Câmara.

A proposta do deputado Felipe Bornier (PSD-RJ) torna sem efeito a proibição feita há um ano pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na audiência, médicos deram sinais de que vão reforçar a pressão para o retorno dos remédios mazindol, femproporex e anfepramona. A justificativa é a mesma do ano passado: as drogas são eficazes. Sem os remédios, afirmam, há risco de aumento da obesidade no País. ?

Francisco Paumgartten, da Câmara Técnica de Medicamentos (CTM), órgão consultor da Anvisa, rebateu a justificativa dos médicos.

— Os números da obesidade aumentam há anos. Nada indica que isso seria provocado pela ausência de emagrecedores.

Nova audiência pública deve ser realizada. O projeto deve ser votado na Comissão de Seguridade Social e na Comissão de Constituição e Justiça. A proposta deve ter a legalidade questionada.

Estadão

Vida e Saúde