Vida e Saúde

Castanhas: alimento faz bem à saúde e ajuda na perda de peso

Atualizado em: 10/05/2015

castanhas_que_fazem_bem_para_a_saude_3

Um alimento calórico, que já foi considerado destruidor de dietas, surge como aliado da saúde e do processo de emagrecimento. Publicada no American Journal of Clinical Nutrition, uma revisão de estudos sobre as castanhas revelou que seu consumo não precisa estar limitado a uma pequena porção por dia. De acordo com as pesquisas, voluntários que substituíram outros alimentos por pistache, nozes, castanhas-do-Pará, amêndoas, avelãs, amendoins e castanhas-de-caju perderam, em média, um quilo e meio a mais do que aquelas pessoas que não as consomem.

Os estudos também mostraram que o consumo regular de castanhas ajudou a reduzir a circunferência da cintura em mais de um centímetro. Os resultados parecem modestos, mas a grande questão é descobrir que um grupo de alimentos calóricos pode auxiliar na perda de peso, mesmo quando consumido um pouco acima da quantidade diária recomendada. Confira outros benefícios relacionados ao consumo de castanhas:

Amenizam os efeitos do estresse

Estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition mostrou que diferentes tipos de castanhas, como as nozes, são ricas em ácido alfa-linolênico, substância capaz de proteger o coração em momentos de estresse agudo. Os altos teores de vitaminas B e E também ajudam a reforçar o sistema imunológico e evitar o problema.

Reduzem o mau colesterol

De acordo com estudo publicado na revista Archives of Internal Medicine, uma castanha por dia é capaz de reduzir em 7,4% os índices de colesterol ruim e diminuir as concentrações de triglicérides em 10%.

Previnem doenças cardiovasculares

De acordo com uma revisão de estudos da Harvard University, o consumo regular dos diferentes tipos de castanha pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Segundo os cientistas, o alimento ajuda a reduzir o mau colesterol, mas também é rico em arginina, aminoácido que se converte em óxido nítrico e ajuda a dilatar os vasos sanguíneos.

Protegem contra o câncer de pulmão

Pesquisa da American Association for Cancer Research sugere que o consumo regular de pistache pode prevenir o câncer de pulmão. Os mecanismos que oferecem a proteção extra ainda não estão confirmados, mas os pesquisadores acreditam que possa haver relação com a presença de uma substância chamada gama-tocoferol, espécie de vitamina E, no alimento.

Evitam o declínio cognitivo

Ricas em vitamina E, as castanhas são consideradas um verdadeiro alimento para o cérebro, ajudando a prevenir o declínio cognitivo que acontece com o passar dos anos. O amendoim, em especial, contém ainda boas doses de vitamina B, que melhora a saúde neural.

Fonte: Da Redação com GNT

Vida e Saúde