Vida e Saúde

Atendimento com fonoaudiólogo na rede pública de saúde

Atualizado em: 11/12/2012

saude_diadofonoaudiologo_foto_luizvaz_022-300x218

Apesar de utilizado para o tratamento de diversos distúrbios ou problemas de linguagem, muitas pessoas ainda desconhecem a importância do fonoaudiólogo. Voltado para atuar na promoção, diagnóstico, orientação, e tratamento da linguagem oral, escrita, voz, audição e funções estomatognáticas, esse profissional já está presente em algumas unidades públicas de saúde de João Pessoa.

Os profissionais podem ser encontrados no Instituto Cândida Vargas (ICV), Hospital Santa Isabel, Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), Centro de Atenção Integral à Saúde do Idoso (Caisi), Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) de Jaguaribe e Mangabeira.

No Caisi, por exemplo, a diretora-geral, Norma Queiroz, disse que a procura pelo serviço é bastante elevada. “Os que vêm pela primeira vez são submetidos a uma anamnese e avaliação para obtenção de base para possíveis encaminhamentos e tratamentos. Aqueles pacientes que apresentam alterações que podem ser encaminhados e tratados nos grupos já formados são direcionados para os mesmos, porém, pacientes acometidos de AVC, Parkinson, Alzheimer, alterações neurológicas, e alterações auditivas são acompanhados de forma individual”, explica a diretora.

Tratamento

Conforme Norma Queiroz, o tratamento é prolongado e requer várias sessões até obter o resultado esperado. O Caisi mantém um grupo de estímulo vocal, criado para as pessoas com rouquidão, onde é trabalhada a respiração, articulação, ressonância, relaxamento e temas esclarecedores como ronco, disfonias e alterações auditivas.

Redação, com assessoria (foto: Luiz Vaz)

Vida e Saúde