Vida e Saúde

Assembleia Legislativa da PB colore prédio de azul para alerta sobre o diabetes

Atualizado em: 18/11/2013

14-11-13_JG-A%C3%A7%C3%A3o-Diabetes-ALPB-3

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) coloriu de azul o prédio sede, no Centro de João Pessoa, dentro da mobilização mundial de prevenção e controle do diabetes. Durante dois dias, a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional Paraíba (SBEM-PB) comandaram campanha de conscientização sobre o tema na Paraíba.

Este ano, a mobilização em torno do Dia Mundial do Diabetes é centrada sob o tema “Diabetes: Proteja Nosso Futuro”, tendo como meta a necessidade de educação sobre diabetes e o aumento de programas de prevenção. Como parceira, a Assembleia Legislativa participou da divulgação da temática através de seus instrumentos institucionais de comunicação, TV Assembleia, portal e redes sociais na internet.

Nesta sexta-feira (15), dentro da programação da campanha, uma ação foi realizada pela manhã na praia do Cabo Branco, em alerta para a prevenção do diabetes. Foram realizados testes de glicemia, verificação de pressão arterial, e atendimento com psicólogo, enfermeiros e médicos.

O presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia na Paraíba, o endocrinologista João Modesto Filho, afirmou que a preocupação com o diabetes é crescente devido ao avanço dos casos da doença. “O número de casos de diabetes vem subindo muito, principalmente por causa do sedentarismo e da obesidade”, enfatizou.

Na quinta-feira (14), a mobilização contou com o apoio de vários outros parceiros em João Pessoa, a exemplo da Unimed, do Hospital Universitário Lauro Wanderley da UFPB e do Sesc Centro. As atividades ocorreram pela manhã e a tarde, nas sedes das referidas entidades. Além dos exames de glicemia, houve a distribuição de material explicativo sobre o diabetes e entrega de pulseiras na cor azul, símbolo da campanha.

Entenda o diabetes e os seus riscos
O diabetes é caracterizado pelo excesso de glicose no sangue. A doença ocorre quando o pâncreas deixa de produzir insulina ou não produz a quantidade suficiente. Ainda não se sabe as causas reais do diabetes tipo 1. Ele é mais frequente em pessoas com idade abaixo dos 35 anos, mas pode surgir em qualquer faixa etária.

O tipo 2 é mais comum em adultos e esta associado, geralmente, ao binômio sedentarismo-obesidade. Neste tipo, a doença ocorre em pessoas com mais de 40 anos de idade embora que, na atualidade, se veja com maior frequência em jovens em virtude de maus hábitos alimentares e estresse.

De acordo com a IDF, cerca de 300 milhões de pessoas no mundo têm diabetes. No Brasil, aproximadamente 10 milhões de pessoas são portadoras da doença. São cerca de 500 novos casos que aparecem no país por dia. Só na Paraíba existem 178,6 mil diabéticos. Destes, 89,3 mil (50%,) não sabe que têm a doença, segundo estimativa da SBEM-PB.

Fonte: Assembleia Legislativa da PB
Fotos: Aguinaldo Mota e Josivan Gomes

Vida e Saúde