Vida e Saúde

Amamentar exige paciência e perseverança

Atualizado em: 08/09/2012

baby hand

“O leite materno é o leite humano para bebês humanos”, afirma Carol Ryan, consultora internacional de amamentação e diretora do Centro de Amamentação do hospital Georgetown, da Universidade de Washington. “Os benefícios principais são que o leite é específico da espécie e está sempre morno e esterilizado”. Além disso, o leite materno contém anticorpos que podem ajudar o bebê a evitar certas doenças e alergias. De acordo com a Academia Americana de Pediatria (AAP), há provas de que os bebês amamentados possuem coeficientes intelectuais mais altos do que os alimentados com leites de fórmula.

Como a mãe é a produtora, amamentar é de graça. Também não é necessário nenhum recipiente ou preparação especial. Além disso, muitas mães adoram a intimidade única de amamentar o bebê.

Amamentar, no entanto, exige um pouco de paciência e perseverança, pois é necessário esforço tanto da mãe quanto do bebê. Também exige muito tempo da mãe, pois os bebês que mamam no peito precisam se alimentar freqüentemente, e ela é a única que pode realizar esta tarefa. Uma bomba tira-leite pode ajudar quando a amamentação já for uma atividade fixa.

É preciso enfatizar que, para as mulheres que não podem ou não querem amamentar, os leites de fórmula são a melhor opção. Mesmo existindo uma grande pressão para que a mulher amamente, a decisão é extremamente pessoal e não deve ser questionada. Como é difícil parar a produção de leite, uma vez iniciada, muitos médicos recomendam amamentar o máximo possível. Há sempre a possibilidade de mudar para o leite de fórmula, mas será um passo muito mais difícil.

Discovery Mulher

Vida e Saúde