Vida e Saúde

Água de coco deve ser evitada por hipertensos e diabéticos

Atualizado em: 26/12/2012

coco

O que não falta durante o verão são barraquinhas anunciando a venda de coco verde pelas praias brasileiras. É muito fácil encontrar e é bom saber aproveitá-las, separando um dinheirinho para saborear a fruta. Isso porque ela é superindicada para se manter saudável, hidratada e com energia para curtir o sol durante toda a temporada.

“A água de coco é um isotônico natural, ideal para reposição de líquidos e eletrólitos perdidos no suor, por isso é ideal para o período e também para quem pratica atividades físicas. Também possui um alto poder hidratante, o que reflete na pele e no cabelo. Ainda apresenta grande quantidade de potássio, o que auxilia no bom funcionamento do intestino”, lista a nutricionista Vivian Goldberger. Como se não bastassem todos esses benefícios, a água de coco ainda possui pouquíssimas calorias. Mas o mesmo não se repete com a chamada “carne” da fruta.

“A parte branquinha, sólida, de dentro do coco, tem mais caloria e gordura. É sempre bom dar preferência ao líquido, mas também não é nada alarmante, já que não é comum consumir tanto coco a ponto de fazer mal”, orienta a especialista. Já que nem tudo são flores, alguns grupos de pessoas não são indicadas a consumir a fruta indiscriminadamente, nem mesmo seu líquido.

“O coco tem uma alta concentração de sódio, o que restringe o consumo para hipertensos e pessoas com deficiência renal. Por conter carboidrato, também deve ser evitada por diabéticos”, garante Vivian. Para pessoas saudáveis, a dica é consumir três copos de água de coco por dia. Segundo a nutricionista, também é possível optar pelos de caixinha. “Mesmo os industrializados servem, já que conseguem preservar bem as características da água”, conclui.

iTodas

Vida e Saúde