Vida e Saúde

Aborto de repetição: causas, diagnóstico e tratamento

Atualizado em: 18/06/2015

aborto-de-repeticao-causas-diagnostico-tratamento_0

O chamado aborto de repetição é caracterizado pela ocorrência de três abortos consecutivos de forma espontânea. Sua incidência é de 1% a 5% das gestações e a principal causa é uma alteração cromossômica. A idade avançada do casal é um fator agravante, embora possa acontecer também entre casais jovens e saudáveis.

Causas do aborto de repetição

“Mais de 40% desses abortos ocorrem por mutações. O mais comum é ocorrer a troca de material entre os cromossomos e duplicação de algum material genético, o que gera um erro na formação do embrião”, explica o médico João Sabino, especialista em reprodução feminina da Insemine e professor da UFRGS.

Algumas doenças também podem levar aos abortos recorrentes, como miomas, pólipos e malformações na cavidade uterina, que se torna incompatível com a evolução da gravidez. Segundo o médico, essas alterações costumam estar mais relacionadas aos abortos tardios.

Exames e tratamento

Ele alerta os casais que já passaram por essa situação para que consultem um especialista o quanto antes. “É preciso fazer um exame cariótipo, por análise sanguínea, para que o problema seja diagnosticado corretamente e, em alguns casos, pode ser necessária uma fertilização in vitro para identificar os embriões sem alterações e selecioná-los, possibilitando uma gestação saudável”, finaliza.

Fonte: Da Redação com Bolsa de Mulher

Vida e Saúde