Vida e Saúde

A cirurgia plástica após a cirurgia bariátrica

Atualizado em: 05/02/2013

front view of beautiful woman wearing sexy underwear

 A cirurgia bariátrica é a cirurgia mais indicada para o tratamento da obesidade mórbida, mal que afeta milhões de pessoas no mundo. Após a intervenção cirúrgica, é avaliada a possibilidade de uma cirurgia plástica, para retirada do excesso de pele do paciente. Deve ser realizada, quando ocorrer a estabilização do peso, estipulado pelo cirurgião bariátrico.

De acordo com o cirurgião plástico André Elyer, o objetivo é eliminar excessos de pele e flacidez, que dão uma imagem corporal disforme, após o emagrecimento do paciente. “Os procedimentos apresentam bons resultados na luta pela perda de peso, de maneira definitiva, permitindo melhor qualidade de vida e melhorias da saúde física e mental”, aponta o médico, que realiza cirurgias plásticas em pacientes que sofreram de obesidade mórbida, em hospitais no Rio, São Paulo e na Paraíba.

A estabilidade do peso ocorre geralmente até dois anos. O cirurgião plástico deve selecionar os pacientes que estejam com IMC (índice de massa corpórea), abaixo de 30. Quando o IMC, estiver acima de 30, a cirurgia só deve ser realizada por razões graves, como por exemplo, quando as sobras de pele e o excesso gorduroso prejudicam a locomoção do paciente.

Problemas como má postura e equilíbrio corporal, desencadeados pelo excesso de pele, dificuldades de integração social e de relacionamento sexual, com o parceiro ou parceira, incômodo causado pelas dermatites localizadas nas dobras de pele são relatados pelos pacientes no pós operatório, da cirurgia bariátrica.

O melhor momento para se submeter a cirurgia plástica é quando o paciente estabiliza seu peso, com a alimentação considerada balanceada, sem restrições severas. “O IMC é um indicador que ajuda a determinar o peso ideal não só para realizar a cirurgia plástica com sucesso, mas também para proporcionar melhor qualidade de vida ao paciente”, explica o Dr. André Elyer.

A abdominoplastia, mamoplastia, braquioplastia, lipoaspiração e o lifting facial são os tipos de cirurgias mais procuradas por pacientes que sofreram com a obesidade mórbida. Os procedimentos podem ser feitos de maneira isolada ou combinadas, dependendo de cada caso, mas visando, sobretudo a segurança da intervenção cirúrgica e o pleno estabelecimento e recuperação do paciente, visando uma reintegração estética com o próprio corpo. 

O Dia

Vida e Saúde