Turismo e Cultura

Maior navio de cruzeiro no país tem escadas de cristal e piscina infinita

Atualizado em: 14/02/2014

navio3

navio1navio
As escadas da recepção do navio MSC Preziosa são concorridas, e não só por causa das pessoas que querem subir ou descer de um andar para o outro. Cheias de cristais da marca Swarovski, elas se transformaram em um dos cenários de fotos preferidos para os passageiros, que posam constantemente para as câmeras de amigos e familiares em cima dos degraus cintilantes.
No hall principal, são quatro escadas com 50 cristais em cada degrau. Na primeira classe do navio, há outra também cheia de cristais Swarovski, mas na coloração dourada. Cada degrau custou em torno de 5 mil euros (cerca de R$ 16,5 mil) e o preço total de cada uma das escadas é de 80 mil euros (mais de R$ 265 mil).
Lançado em março de 2013 na Itália pela atriz Sophia Loren e em novembro no Brasil pela apresentadora Xuxa, o Preziosa é o maior navio de cruzeiro que já navegou pela América do Sul.
A exemplo das escadas de pedras nobres, tudo nele é feito para impressionar: são 18 deques (como são chamados os andares dos transatlânticos), 1.751 cabines e capacidade para 4.345 hospedes. A embarcação pesa 140 mil toneladas e tem 330 m de extensão — quase cinco vezes mais do que o maior avião comercial do mundo, o A380.
Toboágua gigante, cinema 4D e piscina infinita
Entre as opções para entreter os passageiros estão cinema 4D, simulador de Fórmula 1, discoteca, boliche, 12 hidromassagens e cinco piscinas, uma delas com teto retrátil e outra com borda infinita (que dá a sensação de emendar com o mar). Para as crianças, há uma área com piscinas infantis e escorregadores.
Também fica no Preziosa um toboágua de 120 metros de extensão que é, segundo a companhia, o maior toboágua de navio do mundo. Chamado de Vertigo, ele tem um trecho transparente que passa por cima do mar.
Para comer e beber, há 20 bares e cinco restaurantes – um deles é um buffet gigantesco no 14º deque, sempre lotado. O teatro tem capacidade para 1,6 mil pessoas, o spa em tratamentos de beleza com propriedades de pedras preciosas e para os homens há uma “barbearia vintage”.
A primeira classe é chamada de Yacht Club e pretende ser uma espécie de iate dentro do navio. Os passageiros que ficam nessa área têm direito a mordomo particular e carta de vinhos e drinques 24 horas por dia. Também têm acesso, com seus cartões magnéticos especiais, a lounges e piscinas exclusivas, que não ficam repletas como podem ficar as demais áreas comuns do transatlântico.
O navio fica no país até o dia 19 de março. Ele parte do porto de Santos para minicruzeiros pelo Sudeste ou cruzeiros rumo ao Nordeste.

Fonte: G1

Turismo e Cultura