Trabalho

Humanização do parto em João Pessoa

Atualizado em: 09/06/2014

curso doulas

curso doulas1

Começou nesta segunda-feira (9) e vai até o próximo dia 27 o período de inscrição para o 3º curso de Doulas Voluntárias, promovido pela Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres (SEPPM), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social (Sedes). As mulheres interessadas devem procurar a sede da SEPPM, localizada no Paço Municipal, das 12h às 17h, ou o anexo da Maternidade Cândida Vargas, das 9h às 17h.

O programa Doulas Voluntárias faz parte da política de humanização do parto e nascimento implantada no Instituto Cândido Vargas com o objetivo de facilitar o processo de humanização da assistência ao trabalho de parto, parto e puerpério imediato. O programa também faz parte das ações do Plano Municipal da Rede Cegonha, que integra o programa do Ministério da Saúde.

A representante da Secretaria das Mulheres na coordenação do programa, Elisabete Alves, esclarece que doula é uma pessoa habilitada a trazer informações e apoio, funcionando como elo entre a equipe de atendimento e a mulher no ambiente hospitalar. “As doulas não substituem nenhum profissional envolvido no parto, mas dão suporte físico e emocional as mulheres que estão em trabalho de parto”, explica.

Perfil – Para atuar como doula, é preciso ter mais de 18 anos, disponibilidade para um plantão semanal de 12 horas e o desejo de realizar um trabalho voluntário. “Também é preciso ser sensível à causa. Estudos mostram que a presença das doulas no parto reduz cerca de 20% as taxas de cesariana. Também há pesquisas que mostram que elas ajudam a diminuir a necessidade de intervenções como fórceps, analgesia e episiotomia (corte no períneo), além de aumentar a satisfação da mulher com a experiência do parto”, destacou Elisabete, que é assessoria de Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos da SEPPM.

Curso – O curso de Doulas Voluntárias promovido pela PMJP consiste em aulas teóricas, aulas práticas (plantões) e avaliação final. Estão incluídos na formação blocos sobre voluntariado; atividades e funções da doula no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS); assistência ao parto e políticas referentes à saúde da mulher; aleitamento materno e a importância de acompanhamento psicológico; e introdução a práticas integrativas no parto.

Cronograma – De acordo com o cronograma, a pré-seleção ocorrerá de 30 de junho a 1º de julho e as entrevistas de 7 a 9 de julho. O curso terá início no dia 18 de julho, às 14h, no espaço Equilíbrio do Ser, nos Bancários. As aulas teóricas serão ministradas dias 19 e 26 de julho e 2 e 9 de agosto. Já a parte prática está prevista para o período de 18 a 25 de agosto e o início do voluntariado no Instituto Cândida Vargas para o mês de outubro.

Em 2013, 26 mulheres se inscreveram na 2ª edição do curso de Doulas Voluntárias. Dessas, apenas nove chegaram ao estágio prático e continuam na instituição como voluntária com uma escala de plantão semanal de 12 horas.

Para agendar entrevista, entrar em contato com a assessoria de imprensa através do telefone 8826-6137 (Larissa Claro).

Fonte: Secom

Trabalho