Tecnologia

“Inovação é fruto da vivência”

Atualizado em: 03/12/2014

elisa1

Uma viagem pela inovação no sertão.

por Elisa Carlos Pereira

 

Não consigo mais deixar de acreditar que a inovação é fruto da vivência. A vivência que amplia nossa zona de conforto cognitivo. Imagino sempre a imagem de uma rede e acho que a vivência além de ampliar os nós, amplia a intensidade das conexões entre os nós. E isso diminui os pre-conceitos, aumenta a criatividade, diminui o stress do desconhecido, aumenta nossa autonomia e nossa liberdade. Nada como olhar o mundo sempre com um novo olhar.

Minha experiência no sertão de Pernambuco foi realmente surpreendente. Eu sabia que seria uma vivência e tanto por isso não perderia por nada. Me senti uma cangaceira no trajeto rumo à Serra Talhada. Acordei as 3h30 da manhã em Jundiaí e cheguei à Serra as 19hs. Chegando as 9hs em Recife, encontrei com as meninas mais engraçadas de toda a história do ecossistema de startups Brasileiro: Jennifer Payne, Josilene Santana e Carol Venturini. Ludmilla faz parte dessa patota hilária mas não estava presente.

elisa2
Percorremos 400 quilômetros, que duraram 10 horas, paradas gastronômicas com as comidas locais: a começar com tapioca, cuscuz e batata doce na padaria; passando pelo Rei das Coxinhas em e direito a carne seca e arrumadinho numa churrascaria em um posto de gasolina. Chegamos as 19hs para o início do Primeiro SW Sertão.

elisa3elisa30elisa4
O local do evento era simples, uma escola pública, com poucos recursos, quase inapropriada para o evento. Os banheiros não tinham descarga, a acústica do auditório era desastrosa e os móveis muito antigos. Por outro lado o piso era lindo, a vista da escola era espetacular e o que estava por vir, incrível.

elisa5
Diferentemente de muitos startup weekends, havia pouca gente, mentores pouco famosos e nada de glamour ou exageros. A comida era simples e deliciosa e as pessoas de um acolhimento inacreditável. Fazia tempo que não me divertia tanto com gente que consegue ir de Focault, discussões profundas sobre a importância e o impacto da linguagem à frases que te tiravam o ar de tanto rir.

elisa6
Também muito diferentemente de outros startup weekend, os participantes estavam calmos, tranquilos, ouviam os nossos feedbacks, e demoravam mais tempo para processar. No domingo cheguei a pensar que nem haviam me ouvido. Se via um ritmo calmo, o descanso no meio da trabalheira e muitos sorrisos e olhos abertos de interesse, curiosidade e surpresa.

elisa7elisa8elisa9elisa10elisa11elisa12elisa13elisa14
E os pitchs do domingo vieram como um abraço! Daqueles que eles todos adoram dar e receber. Um abraço caloroso, forte e verdadeiro. Os pitchs foram um SHOW!! Eles absorveram a grande maioria das coisas que falamos, entenderam a importância de cada passo. E a surpresa maior: de um time que recebeu uma crítica dura, nasce um show! Mayara Alves fez um dos melhores pitchs de eventos desse tipo que já vi. Calma, fluída e MUITO segura. Respondeu a todas as perguntas dos juízes com tamanha precisão que não tinham como não ganhar!

elisa15
Mayra é de Serra Talhada, que também é terra de Lampião. E Lampião foi o rei do Cangaço, aqueles bandos de heróis / bandidos que viviam pela caatinga. A caatinga é seca, espinhenta, dura, mas ali é o semi-árido que mais chove no mundo. O sol castiga, mas o por do sol refresca a alma: vermelho fogo, com a silhueta dos cactos e das árvores sem folhas. A Serra que chega a 1300 metros de altura, se impoe na paisagem. Subimos ali para ver o sol se pondo, entramos com a permissão de Pareia Pedro na terra de seus vizinhos. Ao pé da Serra a Universidade Rural, no meio da Serra o restaurante da japonesa que se apaixonou por um nativo e ali ficou.

elisa16elisa17elisa18
Em nenhum outro startup weekend senti tanta sinergia entre os mentores, tanto carinho e tanta empatia. Thiago Diniz, o facilitador, é de Serra Talhada e ganhou o mundo com o Eventick. Tanto que as mesas dos bares que fomos ficaram enormes. E assim espero que continue uma parceria que se inicie e que se estenda para uma amizade. A conexão de gente que faz.

elisa19

Tecnologia