Sem categoria

10 anos de Fina Fatia! Empresa paraibana comemora o sucesso

Atualizado em: 20/12/2013

Em um cenário brasileiro onde, segundo o IBGE, quase metade das micro e pequenas empresas morrem nos primeiros 3 anos, celebrar 10 anos de existência é motivo de muita comemoração.

A Fina Fatia, empreendimento ousado que reúne, num único local, sanduicheria, cafeteria, tapiocaria e confeitaria, chega a seus 10 anos com muita história para contar.  A empresa se destaca no universo gastronômico de João Pessoa/PB, por inserir no mercado um sabor leve e diferenciado.  “Desde o começo nossa missão foi oferecer um cardápio de lanches que encante os nossos clientes, trabalhando com qualidade, sabor e arte”, diz Ana Paula Borges, diretora comercial da empresa.

Ao longo dos anos a empresa se modernizou, investiu em consultorias, em capital humano, no cuidado com o cliente e em tecnologia. Com um estilo de gerência participativa, a empresa mantém com seus colaboradores um forte elo de parceria em busca da satisfação plena de todos.  “Muitas das conquistas e avanços celebrados no decorrer desses 10 anos, foram graças ao comprometimento de toda a equipe e do esforço coletivo”, afirma Paulo Amaral, diretor administrativo da empresa.

Em 2013 a Fina Fatia além de comemorar 10 anos, teve pontos marcantes em sua trajetória: foi a campeã do Festival Brasil Sabor na categoria fast food, com o prato mais vendido da categoria “WRAP de Banana e Canela” que vendeu mais de 100 unidades em 3 dias; Foi convidada a partilhar experiências no Festival Sons e Sabores do Brejo, onde participantes da oficina ouviram sobre planejamento e controle de gestão, principais fatores para garantir a sobrevivência das empresas no mercado atual; além de formatar a sua presença digital trazendo para o ambiente online toda sua tradição e cuidado. Pelas mãos da Cyoung, a Fina Fatia criou um novo site, totalmente responsivo, e consolidou suas redes sociais, ampliando seus canais de comunicação e buscando estar cada vez mais perto de seu consumidor.

O Portal Mulher de Fato conversou com Ana Paula e Paulo, para conhecer de perto essa história de sucesso que inspira os novos empreendedores. Confira a entrevista:

MF: Como foi o começo?

Em meados de 1997, surgiu a ideia de produzir sanduíches naturais para atender à nova demanda de fast food das lojas de conveniência. Elaborei um organograma: a administração e o financeiro ficaram sob a minha responsabilidade. A distribuição sob os cuidados do meu pai, Humberto. E a produção com a minha mãe, Socorro, praticante da arte da gastronomia.

A aceitação dos nossos produtos foi tão boa, que, sob a orientação do SEBRAE e em convênio com o PROGER, construímos uma área de produção nos fundos do quintal, pois a cozinha da casa já não mais comportava a estrutura necessária para atender à demanda.

O Lanches Gula, a primeira versão do nome de fantasia da empresa, liderou o mercado de fast food nas lojas de conveniência de João Pessoa, Cabedelo e Campina Grande por SEIS anos. Durante esse período, inúmeros clientes pediam que abríssemos um ponto de venda nosso, onde pudéssemos oferecer um padrão de qualidade em atendimento compatível com a qualidade dos nossos produtos.

Até que, em outubro de 2003, o Lanches Gula passou a se chamar FINA FATIA, uma casa de lanches moderna, situada na Av. Nego, Tambaú, João Pessoa-PB.  Não mais uma empresa familiar, passou a contar com a presença de Paulo Amaral, sócio e parceiro, que assumiu a diretoria financeiro e administrativa.

MF: Qual foi o maior desafio de vocês nestes 10 anos?

Após dez anos de funcionamento, podemos constatar que a Fina Fatia mudou. Diversificou o cardápio, criou promoções, sempre com o objetivo de atender e satisfazer as expectativas dos clientes mais exigentes. Trabalhamos com uma administração participativa. Criamos com os colaboradores um forte elo de parceria em busca da satisfação plena de todos. Utilizamos equipamentos de ultima geração que nos dão suporte para produzirmos com qualidade, segurança alimentar e rapidez. Servir alimento seguro não é uma opção, mas sim nosso dever. A administração trabalha com um avançado sistema de informática, com recursos de controle de estoque financeiro. Temos um banco de dados, que nos proporciona um planejamento detalhado e com riscos calculados.

“Mesmo com todas estas ferramentas “na mão” o NOSSO MAIOR DESAFIO É FORMAR EQUIPES. Liderar e motivar pessoas comprometidas com a nossa história, com o nosso objetivo” diz Paulo Amaral, diretor administrativo.

MF: Em sua opinião, quais são os principais fatores de sucesso da Fina Fatia?

O segredo do nosso sucesso é o capricho com nossas receitas, o cuidado com o atendimento, a valorização dos profissionais que compõem a casa e as relações com os parceiros. Podemos comprar máquinas e equipamentos, terrenos e prédios, mas a motivação, a dedicação, o amor pelo que se faz não se compra. Uma empresa é como uma orquestra, o empresário é o próprio maestro do seu negócio. Precisa transmitir entusiasmo, estar presente, contagiar a equipe, para, finalmente, vibrarmos juntos pelos resultados alcançados.

Não existe nada mais gratificante do que receber um elogio de um cliente, porém temos que ser exigentes com nós mesmos, incansáveis, só assim conseguimos manter um padrão de qualidade. É com muita satisfação que escuto constantemente dos nossos clientes: “A Fina Fatia é sinônimo de qualidade”.

MF: Qual é o principal objetivo da Fina Fatia?

Temos uma meta de mudarmos para uma casa mais ampla, para oferecermos mais conforto aos nossos clientes. Precisamos planejar e formar equipes. Vai chegar este momento, o terreno perfeito ou a casa dos nossos sonhos. Acreditamos que valorizando e respeitando as pessoas, incentivando o crescimento individual e das equipes, todos os sonhos são possíveis de serem realizados. Com ética e acima de tudo com a benção do Senhor, chegaremos lá.

MF: Porque a opção pela presença digital?

A presença digital da Fina Fatia nas redes sociais é muito importante, tendo em vista que é uma tendência de mercado.  A movimentação nas redes sociais possibilitam inúmeras oportunidades, desde a busca de novos clientes à manutenção dos atuais, além de ser um canal eficiente e eficaz para divulgação dos nossos produtos e serviços, das novidades e promoções que a nossa marca oferece.

Com a presença digital podemos realizar pesquisas de satisfação, observando nossos pontos fortes e fracos. Enfim, podemos mensurar nossa relação com o consumidor e planejar ações estratégicas.

MF: Quais as perspectivas da Fina Fatia para os próximos anos?

Muito trabalho! Administrativamente: motivar equipes e padronizar rotinas. Comercialmente: usar a presença digital para conquistar e encantar nossos clientes.

MF: Quais são os desafios atuais da empresa?

Manter a nossa missão de: oferecer um cardápio de lanches que encante os nossos clientes, trabalhando com qualidade, sabor e arte. Construindo com os nossos clientes, colaboradores e parceiros um forte elo de parceria buscando a satisfação plena de todos. Construindo com os nossos clientes, colaboradores e parceiros um forte elo de parceria buscando a satisfação plena de todos.

MF: Em que momento caiu a ficha de ter construído uma história de sucesso? E qual foi a sensação?

Tenho um cuidado enorme com os arquivos da Fina Fatia, com a documentação da nossa história. Adoro rever nossas imagens e folhear os impressos. Recentemente analisando estes arquivos, pude sentir a emoção de como é importante valorizarmos a nossa história, a empresa e os colaboradores.

Rever o planejamento inicial, as mudanças de quadro de colaboradores, os clientes habituais, as nossas confraternizações, os impressos promocionais e a evolução dos cardápios.  Poder analisar a mudança estrutural física da empresa e a aquisição de novas tecnologias. Foram muitas inovações durante estes 10 Anos.

É muito gratificante poder compartilhar… Obrigada a todos que contribuíram com a nossa história.

——————–

E como é véspera de Natal, Ana Paula nos presenteou com a receita do prato vencedor do Brasil Sabor 2013, confira:

WRAP de Banana e Canela

Prato vencedor do Brasil Sabor 2013

Ingredientes

1 banana prata madura, 50g de queijo coalho, 10g de castanha de caju granulada, 10g de brigadeiro branco, 15g de açúcar mascavo, 15g de açúcar, 5g de canela em pó, 1 folha de wrap de 20 cm.

Modo de preparo

Corte a banana em fatias e grelhe até dourar. Abra uma folha de wrap e espalhe uma fina camada de brigadeiro branco. Acrescente o queijo de coalho em fatias, as bananas grelhadas e o granulado de castanha de caju. Polvilhe com açúcar e canela e enrole em forma de rocambole. Leve ao forno turbo pré-aquecido por 10 minutos até ficar crocante. Em paralelo, faça uma calda com açúcar mascavo e reserve. Retire o wrap do forno, coloque em uma travessa e regue com calda bem quente. Para finalizar jogue um pouco de granulado de castanha.

 

Sem categoria