Política

PT da Paraíba rompe com Luciano Cartaxo após anúncio de desfiliação

Atualizado em: 18/09/2015

cartaxo

O Partido dos Trabalhadores (PT) na Paraíba rompeu com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e entregou os cargos que ocupava na gestão municipal. A decisão foi confirmada no início da tarde desta sexta-feira (18), um dia após o prefeito anunciar a saída do partido, depois de 19 anos de filiação. Cartaxo está migrando para o Partido Social Democrático (PSD).

De acordo com o presidente do diretório estadual do PT na Paraíba, Charlinton Machado, a decisão de rompimento foi tomada durante uma reunião do partido na manhã desta sexta-feira. “A partir de agora construímos nosso próprio caminho partidário, o governo agora é do PSD, ele [Luciano Cartaxo] vai compor com quem ele achar melhor”, disse logo após a reunião. Ele destacou que “todos que compõem as estruturas têm que entregar os cargos” e que “a decisão foi unânime de construir novas possibilidades para as eleições futuras”.

O anúncio de que Luciano Cartaxo estava saindo do PT e se filiando ao PSD aconteceu na quinta-feira (17). O novo partido do prefeito é presidido nacionalmente pelo ministro Gilberto Kassab e na Paraíba pelo deputado federal Rômulo Gouveia. O anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva, a um ano das novas eleições para prefeito.

Sete nomes do PT ocupam cargos na gestão municipal: Giucélia Figueiredo (Secretaria das Mulheres), Hildevânio Macedo (Secretaria de Desenvolvimento Urbano), Eder Dantas (Secretaria de Transparência), Geraldo Amorim (Secretaria de Segurança), Jackson Macedo (Orçamento Participativo), Lucius Fabiani (Emlur) e Milanez Neto (Coordenadoria do Patrimônio Cultural).

Outras mudanças
Alguns políticos de João Pessoa resolveram seguir a decisão do prefeito Luciano Cartaxo e sair do PT. Ainda na quinta-feira (17) foram confirmadas as saídas do irmão do prefeito e presidente do diretório municipal do PT em João Pessoa, Lucélio Cartaxo, dos vereadores Benilton Lucena e Bira e do secretário municipal de Articulação Política, Adalberto Fulgêncio. Os vereadores e o secretário, no entanto, ainda não anuciaram se também vão se filiar ao Partido Social Democrático (PSD), como fizeram os irmãos Cartaxo.

Em relação ao mandato de Benilton Lucena, Charlinton diz que o diretório municipal do partido vai discutir como vai se comportar. Já o vereador Fuba informou também nesta sexta-feira que se mantém no PT, mas quer conversar com o prefeito Luciano Cartaxo. “Eu permaneço no partido e na base de sustentação do governo. Se ele [Cartaxo] não quiser minha presneça na base, é outra coisa”, disse.

Além dos petistas, anunciaram a adesão os vereadores de João Pessoa Marmuthe Cavalcanti, que estava sem partido, Dr. Luis Flavio, do PSDB, e Professor Gabriel, do Solidariedade (SD).

Motivação
Segundo Luciano Cartaxo, a motivação para a saída do partido é o cenário de crise nacional e os “escândalos políticos”. “Temos a clareza de que não podemos ser penalizados pelos erros de terceiros, por questões que acontecem em âmbito nacional”, disse Luciano Cartaxo. “Esta é uma decisão, acima de tudo, pra quem tem coragem”, disse o prefeito ao explicar sua saída do partido ao qual era filiado desde 1996, o que, segundo ele, “foi muito bem pensada”. “Conseguimos fazer uma leitura clara do cenário para tomar uma decisão segura”, acrescentou.

O presidente do comitê estadual do PT, Charlinton Machado, informou que recebeu uma ligação de Cartaxo por volta das 12h desta quinta-feira informando a saída. Segundo ele, a conversa ao telefone foi rápida  e Cartaxo não teria dado detalhes sobre as motivações para a decisão. “Eu lamento a saída do prefeito do PT. Ninguém se elege sozinho. A candidatura foi um produto de um sonho partidário e ele está abrindo mão desse sonho. É lamentável”,  afirmou.

Fonte: G1

Política