Notícias

Startup cria serviço para pais controlarem o tempo dos filhos na internet

Atualizado em: 03/09/2013

aplicativo

 A startup americana WebCurfew quer ajudar os pais a controlar o tempo que seus filhos passam na internet. A empresa lançou um serviço que permite ao usuário visualizar e controlar o acesso de todos os dispositivos conectados à rede em um determinado lugar. Com isso, ele tem uma ferramenta para acompanhar quanto tempo cada aparelho fica conectado e tem a possibilidade de travar o acesso de cada dispositivo individualmente.

A WebCurfew foi criada dentro da aceleradora Techstars e está sendo chamada de a nova geração de softwares para o controle das crianças na internet. Sua abordagem é diferente das usadas por outros softwares, como o Cold Turkey ou o Training Wheels, que restringem determinados conteúdos considerados pelos pais como impróprios aos seus filhos. O foco da WebCurfew não é limitar o acesso a determinadas páginas ou aplicativos, mas impedir que as crianças passem tempo demais na internet.

Por isso, o programa não interage diretamente com nenhum site ou dispositivo, como smartphone, tablet ou laptop. O seu alvo é o roteador. O WebCurfew oferece um painel onde ficam listados todos os aparelhos conectados ao roteador. Assim, os pais podem bloquear o acesso do smartphone ou computador do seu filho quando percebem que ele está há muito tempo online, por exemplo, ou quando ele está na navegando na hora de fazer o dever de casa.

Segundo o fundador da startup, Rod da Silva, esse tipo de serviço já deveria ser oferecido pelos provedores de internet, mas não o é porque essas empresas ganham mais quando os usuários passam mais tempo online.

O WebCurfew levou quatro anos para ser desenvolvido, dois deles dedicados ao aperfeiçoamento do protótipo. O produto é gratuito, não exige downloads e é acessível para qualquer tipo de roteador.

Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Notícias