Notícias

Quem mente tende a ficar com o nariz vermelho, diz estudo

Atualizado em: 05/12/2012

pinoquio

O nariz de Pinóquio, famoso boneco de madeira da literatura infantil, aumenta de tamanho toda vez que ele conta alguma mentira. Na vida real, o nariz também pode “denunciar” quando alguém não diz a verdade.  Só que em vez de crescer, o nariz esquenta e sua superfície tende a ficar avermelhada. É o que diz um estudo realizado por pesquisadores do departamento de Psicologia da Universidade de Granada, na Espanha. Segundo o site americano The Huffington Post, ao utilizar a técnica da termografia, que distingue áreas de diferentes temperaturas do corpo, os especialistas perceberam que a temperatura facial é alterada quando a pessoa mente. De acordo com o estudo, a região do nariz fica mais vermelha porque sofre um aquecimento maior do que outras partes do rosto – criando uma espécie de "efeito Pinóquio".

Os cientistas também observaram que a temperatura facial aumenta quando a pessoa está ansiosa e que cai quando a pessoa faz um esforço mental muito grande.

Segundo os pesquisadores, esses efeitos são provocados pela ínsula, região do cérebro responsável pela coordenação das emoções. Quando as pessoas mentem, a atividade dessa região do cérebro é intensificada, provocando o aquecimento da região do nariz. Contudo, os cientistas não conseguiram explicar o motivo dessa vermelhidão ocasionada pela mentira aparecer justamente no nariz.

A termografia é uma técnica bastante usada para estudar o estado emocional e psicológico das pessoas. Ao detectar alteração da temperatura em diferentes partes do corpo, permite relacionar as sensações corporais com as variações de frio e calor em determinadas regiões do corpo. Quando há excitação sexual, por exemplo, as bochechas e órgãos genitais ficam mais quentes e vermelhos.

NP

Notícias