Projeto inovador ajuda jovens na escolha da profissão

Risqué apresenta Edição Especial Risqué Metals
12 de setembro de 2013
Cirurgias Plásticas para crianças
13 de setembro de 2013

Projeto inovador ajuda jovens na escolha da profissão

A adolescência é um dos momentos considerados mais complexos da vida de uma pessoa. As mudanças hormonais e psicológicas são inúmeras, e os que passam por essa fase ainda precisam tomar uma decisão que irá nortear os próximos anos da sua vida: a escolha de uma carreira.

Pensando em auxiliar o estudante, um projeto inovador foi implantado em uma escola particular de João Pessoa para os estudantes do 9º ao 3º ano. O ‘Eu faço meu futuro’ consiste em colocar os estudantes em contato direto com as profissões mais comuns, e com aquelas recém surgidas no mercado, possibilitando uma escolha mais pensada sobre a carreira que pretende seguir.

“Essa é uma ação bastante relevante para ajudar o aluno. Temos dados que demonstram que boa parte dos estudantes não se realizam na sua primeira opção de curso – pois essa escolha sofreu grandes interferências dos familiares e da mídia – desistindo assim para ingressar em outra carreira. O nosso objetivo é atuar nesta questão, trazendo maturidade e uma gama de informações para que eles possam fazer um escolha mais consciente”, destacou a Guacira Menezes, diretora pedagógica do Século Colégio e Curso.

Mostrando possibilidades

O ‘Eu faço meu futuro’, que será aplicado na escola durante quatro meses, é composto por diversas atividades que foram divididas em etapas. Entre as ações está a Feira de Profissões, palestras com profissionais na escola e visitas dos estudantes em algumas empresas, universidades e faculdades para conhecer o dia a dia de cada profissão.
Outro diferencial é o envolvimento dos alunos na divulgação das ações realizadas, e isso é feito através da confecção de conteúdo para os canais oficias da escola nas Redes Sociais e para o aplicativo criado especialmente para o projeto no Facebook. Nesta parte do projeto, profissionais ministraram oficinas sobre captação e edição de vídeos, texto jornalístico, mídias digitais e curadorias de conteúdo. Segundo Denise Lemos, idealizadora do ‘Eu faço meu futuro’, a intenção não era apenas passar a informação para eles, era necessário que existisse um envolvimento maior: “O projeto foi inserido na grade de disciplinas do colégio, e ao elaborar os conteúdos, os estudantes terminam sabendo um pouco mais sobre as carreiras apresentadas”.

A diretora da escola, Doralice Honório explicou que está sendo apresentado para o jovem a profissão, e não o curso. “O nosso enfoque é mais abrangente, e o aluno percebe que existe um universo de escolhas muito mais amplo do que ele imaginava. São tantos dons que se perdem na hora de escolher o futuro profissional, e isso pode acontecer pela simples falta de informação”, disse.

Assessoria

Dani Rabelo
Jornalista do WSCOM Online, sócia e editora-chefe do Portal Mulher de Fato, cantora nas horas vagas, tagarela, observadora, carioca da gema e pessoense de coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *