Notícias

Procon aponta variação de 249% no preços de alimentos nos supermercados

Atualizado em: 02/09/2013

tomate

Pesquisa de preços realizada pelo Procon da Paraíba (Procon-PB) verificou variação de até 249% no valor dos alimentos vendidos nos supermercados de João Pessoa. No mesmo levantamento, foi verificada uma variação de até 124% nos itens de higiene pessoal e de 111% nos itens de limpeza.

A maior variação de preços foi identificada no quilo do tomate, que pode ser encontrado entre R$ 1,39 (no supermercado Menor Peço) e R$ 4,85 (no Carrefour). Além dos itens da cesta básica oficial do Dieese, o Procon-PB levantou também os valores de outros produtos alimentícios que integram a feira de muitos paraibanos. Entre estes produtos, a maior diferença de preços foi verificada no quilo do presunto da marca Sadia, que custa entre R$ 12,98 (nos supermercados Hiperbompreço e Bompreço) e R$ 32,99 (no Extra), perfazendo uma diferença de 154%.

Com relação aos produtos de higiene pessoal e de limpeza, a maior diferença de preços foi encontrada no absorvente com abas da marca Always, que custa entre R$ 1,74 (no supermercado Latorre) e R$ 3,89 (no supermercado Menor Preço). Outro destaque foi a lã de aço da marca Assolan, cujos preços vão de R$ 0,75 (no supermercado Santiago) a R$ 1,58 (no Hiperbompreço), uma diferença 111%.

Ao todo, foram pesquisados os preços de 44 itens das marcas mais vendidas em dez estabelecimentos na Capital. Os valores foram levantados entre os dias 26 e 28 de agosto. Além do levantamento de preços de cada produto, a pesquisa também contém o valor total da feira, considerando a compra de uma unidade de cada item nos supermercados. Como existem itens de variadas marcas, foram realizados dois preços totais: um considerando apenas as marcas mais baratas em cada supermercado e outro com o preço total da feira no caso em que o consumidor escolher apenas produtos das marcas mais caras.

O Supermercado Santiago foi o estabelecimento que apresentou o menor valor total, tanto com relação aos itens de marcas com preço mais baixo, quanto nos itens mais caros. Os totais foram R$ 144,71 e R$ 160,06, respectivamente. Já o estabelecimento onde foi verificado o maior valor total foi o Carrefour, onde a feira com itens das marcas mais baratas foi R$ 187,77 e o total da feira com produtos das marcas mais caras foi R$ 207,03.

O secretário executivo do Procon-PB, Marcos Santos, alertou que além dos preços dos produtos, o consumidor deve observar também a distância entre sua casa e o supermercado. “Às vezes, um supermercado oferece preços mais baixos, mas é distante da casa do consumidor e ele acaba gastando também para se deslocar até o local. Neste caso, é preciso observar também este custo, para não acabar gastando mais”, alertou.

Variação de preços

Conforme o levantamento do Procon-PB, os preços das feiras com os produtos mais baratos subiram em todos os dez estabelecimentos pesquisados, em comparação com o mês de julho. A maior variação foi verificada no supermercado Pão de Açúcar (33%).

Já com relação à feira contendo apenas os produtos das marcas mais caras, o preço total caiu em sete estabelecimentos. A maior redução foi observada no Supermercado Santiago (-10%), enquanto que a maior alta foi verificada no Hiperbompreço (6%). A pesquisa completa pode ser conferida no site do Procon-PB (www.procon.pb.gov.br), no link ‘Pesquisa de Preço’ ou na sede do órgão de defesa do consumidor, localizada no Parque Solon de Lucena, 234.

Assessoria

Notícias