Notícias

Pesquisas apontam crescimento do varejo no Nordeste e retomada do setor atacadista

Atualizado em: 08/10/2017

varejo-nordeste-destaque

Em homenagem a semana de comemoração ao dia do Nordestino, que tal uma bela visão do cenário comercial da região, onde há brecha pra você empreender? Leia a matéria na integra e entenda.

 

 

Pesquisas apontam crescimento do varejo no Nordeste e retomada do setor atacadista

Em 2017, o assunto crise no setor comercial continua em evidência e a expectativa pela retomada do setor varejista e atacadista é grande, por isso muitas empresas vão na contramão da crise, buscando novas tecnologias de gestão empresarial e também investindo no marketing com o objetivo de se destacarem dos concorrentes, alcançando o crescimento das vendas e consequentemente o desenvolvimento da empresa.

O IBGE divulgou em setembro desse ano a PMC (Pesquisa Mensal do Comércio), que apontou um avanço de 4,6% nas vendas do setor varejista no estado do Ceará, no mês de julho. Entre os grupos que formam o varejo ampliado, seis contribuíram para o crescimento das vendas no último mês do primeiro semestre: material de construção, com aumento de 22,1% em julho; veículos, motocicletas, partes e peças (15,5%); equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (13,5%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (13,4%). Outros artigos de uso pessoal e doméstico (7,7%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,2%) também registraram crescimento em julho.

Por outro lado, o setor atacadista no Brasil passa por um momento negativo que se traduz também no aumento de 4,9% na inadimplência dos atacadistas em junho, comparado ao mesmo mês do ano anterior, alcançando 19,2%, de acordo com pesquisa divulgada pela Serasa Experian. No entanto, o setor aposta em retomada gradual, devido à melhora da perspectiva macroeconômica e fatores sazonais como as festas de fim de ano e a liberação do décimo terceiro salário. Outro ponto que colabora para a tese de retomada é a redução de 7,2% na inadimplência dos varejistas no primeiro semestre, em comparação a mesma etapa de 2016, registrada pela Serasa.

Entre as empresas do Nordeste que cresceram no setor de artigos médicos voltados para o varejo e atacado, a Shopping Prohospital decidiu investir no sistema ERP Procfit Business Suite, com o objetivo de integrar os departamentos contábil, fiscal, pessoal e tributário, além de obter o controle e a automação das tarefas do dia a dia dos departamentos de controladoria e finanças. A empresa também buscava melhorar o controle das licitações e o gerenciamento de pregões, contratos e empenhos licitatórios de seus clientes públicos, municipais, estaduais e federais. Sem dúvida, esse foi um dos fatores que motivou o investimento na nova tecnologia, já que a companhia participa frequentemente de licitações e tinha como meta a integração com um módulo de licitação voltado para vendas públicas.

Segundo o sócio-diretor da empresa, Glauco Bosco, o caminho para sair da crise e crescer é investir em tecnologias capazes de integrar diversas áreas de uma empresa. “Entendo que é importante realizar investimentos para obter os benefícios no futuro, é fundamental investir em uma tecnologia capaz de integrar todas as áreas de uma empresa e isso pode ser uma peça-chave para que a empresa tenha condições de se desenvolver e alcance resultados cada vez mais satisfatórios”, afirma Bosco.

Em 2016, a Confederação Nacional da Indústria divulgou um estudo que apresentou um resultado bastante significativo, oito a cada dez indústrias pretendem investir em tecnologia nos próximos anos. Outra pesquisa relevante foi realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que consultou 2540 empresas brasileiras e revelou que a média de investimento das empresas em tecnologia está em 7,6% de suas receitas líquidas, ainda de acordo com a instituição, para cada 1% a mais investido em tecnologia da informação, em um intervalo de dois anos o lucro das empresas irá aumentar em 7%.

Fonte: Terra 

 

Notícias