Notícias

Paraibana Lucy Alves, do Clã Brasil, está no The Voice.

Atualizado em: 11/10/2013

Lucy

O The Voice Brasil desta quinta-feira (11) deu lugar a tradicional música nordestina. Conhecida regionalmente pela sua bela voz e pelo talento no Acordeon, Lucy Alves se apresentou nas audições às cegas do reality show da Globo.
Com o instrumento que é sua marca, Lucy subiu ao palco e cantou para os técnicos a canção “Qui nem Jiló”, uma das músicas mais conhecidas do rei Luiz Gongaza.

Nos primeiros acordes da Sanfona, Carlinhos Brow salta na cadeira e vira imediatamente ao ouvir a voz da paraibana e se disse, junto com Lulu Santos, maravilhado com a apresentação inovadora da sanfoneira. “É uma grata surpresa quando viramos e encontramos uma coisa linda assim. Você cantou a música mais linda. Sua originalidade me encantou. Seu sotaque mostrando o regionalismo é demais. Você me ganhou no conjunto” (Lulu Santos)

Daniel e Cláudia, apesar de não terem virado a cadeira aplaudiram e elogiaram a cantora. Daniel fez questão de segurar a sanfona enquanto Lucy fazia a sua escolha.

"Me dê essa honra" disse Lucy ao escolher ficar no time de Carlinhos Brow. E assim segue na disputa, agora aguardando ansiosa o fim das audições às cegas do The Voice Brasil para começar as batalhas, etapa em que os membros do próprio grupo se enfrentam e o técnico escolhe quem vai para a semifinal e quem será eliminado.
Se passar por todas as fases e chegar a grande final, Lucy poderá ganhar R$ 500 mil, um contrato com a gravadora Universal Music, gerenciamento de carreira e um automóvel 0 km.

Apesar de estar tentando uma carreira nacional no programa da Rede Globo, Lucy Alves já é conhecida em todo o Nordeste. A pessoense é vocalista do Clã Brasil, grupo musical formado em 2011 e composto por ela e pelas irmãs Laryssa, Lizete e Maria José, além do pai José Hilton.
A música nordestina de raiz do Clã Brasil logo conquistou os apaixonados pelo ritmo. O grupo já gravou dois DVDs e acumula grandes parcerias com ícones do forró e do baião, como Marinês, Sivuca, Três do Nordeste, Pinto do Acordeon e Elba Ramalho.
Foi com outro grande músico que Lucy Alves e o Clã Brasil tiveram mais contato – Dominguinhos. Morto em julho deste ano, o exímio sanfoneiro, como todo nordestino, se encantou pelo talento do grupo. A admiração por ele era tão forte que, em 2009, o grupo musical lançou o DVD “Clã Brasil canta Dominguinhos”, com um apanhado dos maiores sucessos do poeta do Acordeon.
A vida artística de Lucy Alves começou aos 4 anos de idade, tocando violino no Conservatório Musical da Universidade Federal da Paraíba. Autodidata no acordeon, a participante do The Voice também aprendeu a tocar piano, bandolim e cavaquinho.
Formada em Música no mesmo departamento onde iniciou sua vida artística, Lucy Alves hoje tenta conciliar as apresentações do Clã Brasil com a carreira solo e a preparação para o lançamento do seu primeiro trabalho individual, no próximo ano.

Denise Lemos, com fonte: http://ow.ly/pIO19

Notícias