Notícias

O closet feminino e a economia brasileira

Atualizado em: 29/03/2012

O Portal Mulher de Fato recebeu essa semana um texto bem interessante sobre o closet feminino e as diferenças entre homens e mulheres. Abordado de forma bem interessante, o tema realça essas diferenças e mostra o que isso muda na economia brasileira. Vale a pena ler:

O closet e as diferenças entre homens e mulheres

Texto por Ricardo J. Botelho

A planta do apartamento de 500 m2 de área útil contempla dois closets distintos para o Sr e para a Sra. O dela com 2,72 m x 6,32m e o dele medindo 1,32m x 2,32m. E pensar que no século 19 esse espaço nem existia! Nos anos 40 eram cubículos, mas passaram a ganhar corpo nos anos 70 e hoje são importantes áreas. Exceto para os homens! Para nós, o ambiente foi congelado nos padrões do ontem.

Estamos condenados a viver entulhando gavetas, sobrepondo peças, comprando poucos sapatos. Note-se que boa parte das plantas dos prédios, em nossas cidades, são criados por arquitetos do sexo masculino. Nada mais constrangedor. Assumimos nossa insignificância enquanto consumidores.

A vingança dos homens está nas varandas cada vez mais amplas para o churrasco. Horrível! Nos vestimos todos os dias. Churrasquear só de vez em quando. Nos resta a esperança da saída dos filhos de casa, já adultos. Mas quando isso acontece é a mulher quem se apodera dos espaços e amplia seus domínios. Não temos chance.

Responsável por 80% de todo o consumo no varejo do planeta, a mulher é a mola mestra da economia mundial. Sem elas o mundo não seria o mesmo. Uma mulher compra mais do que o triplo do que o homem. Duas mulheres amigas comprando juntas, gastam o dobro do que fariam se estivessem sozinhas. É a cumplicidade consumista. Acompanhadas do marido reduzem brutalmente a sua sanha de comprar pressionada pela atitude do homem que quer logo deixar a loja. Por isso ganham destaque nos pontos de venda os chamados “estacionamentos de marido”. Entretidos com jogos, internet ou tv sossegam o espírito e deixam suas mulheres gastar.

Bem-aventuradas as mulheres. Sem elas a economia seria um caos. Por isso a supremacia no closet. Faz sentido. Só nos resta a resignação.

Notícias