Notícias

Número de mulheres assassinadas cresce 200% na Paraíba

Atualizado em: 02/03/2012

A quantida de mulheres assassinadas no mês de fevereiro deste ano na Paraíba cresceu 200% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento foi divulgado na quinta-feira (1º) pelo Centro da Mulher 8 de Março, uma organização não governamental sediada em João Pessoa. Conforme a ONG, 22 mulheres foram mortas no estado em 2012, sendo 18 mulheres somente em fevereiro. No ano passado, foram registrados oito assassinatos de mulheres nos dois primeiros meses.

Em entrevista ao Bom Dia Paraíba nesta sexta-feira (2), a coordenadora da ONG Bamidelê, Terlúcia Silva, disse que a Paraíba vive o ápice da violência contra a mulher. Segundo ela, os crimes têm ligação com a relação desigual de poder em comparação aos homens. “Por mais que existam políticas públicas, ocorre todo tipo de violência no cotidiano delas, desde xingamentos e privações a agressões físicas”, declarou.

Outra preocupação é a impunidade. Segundo ela, um dado do Conselho Nacional de Justiça revela que em apenas 2% dos casos os agressores são condenados. Para ela, a educação é fundamental para combater a violência.

“A gente cresce reproduzindo o pensamento de que o homem é forte e a mulher é frágil. Enquanto a gente não aceitar que as relações afetivas têm que ser respeitadas e livres, esse quadro vai permanecer”, explica.

A reportagem procurou as representantes da Secretaria Estadual da Mulher e Diversidade Humana em busca de comentários sobre as ações que estão sendo promovidas no combate à violência, mas foi informada que as secretárias estão em reunião nesta manhã.

G1 PB

Notícias