Notícias

Homens se preocupam mais com conteúdo compartilhado nas redes que mulheres

Atualizado em: 03/09/2013

computador

Um levantamento recente da empresa de segurança F-Secure, 46% das mulheres não sabem quantos arquivos possuem na rede, contra apenas 23% dos homens que dizem não saber sobre a quantidade de dados que mantêm online.

De acordo com a pesquisa, usuários do sexo masculino dão mais atenção à quantidade de conteúdo que possuem do que as mulheres – embora elas compartilhem tais conteúdos com mais frequência. Quase 40% das usuárioas entrevistadas compartilham conteúdo no Facebook ao menos uma vez por semana, contra 34% dos homens que fazem o mesmo.

Aliás, a rede de Mark Zuckerberg está no topo da lista de redes usadas para compartilhamento, com 82% das mulheres usando a rede para atividades em geral e 78% dos homens.

O YouTube aparece em segundo lugar entre as redes mais usadas para compartilhamento, sendo usada por 21% dos homens pelo menos uma vez por semana e por 19% das mulheres.

Arquivos importantes

Quando o assunto é backup de arquivos, 77% dos usuários do sexo masculino afirmaram realizá-lo, em comparação a 75% das mulheres. Sendo que 33% dos homens realiza cópia de arquivos pelo menos uma vez por semana – contra 25% das mulheres que fazem o mesmo.

Para armazenamento em nuvem, o número de homens que utiliza o serviço é de 25%, contra 21% das mulheres. O restante dos entrevistados admitiu ainda usar dispositivos como pen-drives, HDs externos e CDs para armazenar documentos. A baixa porcentagem de adeptos ao armazenamento em nuvem na AL se deve, em parte, pela desconfiança com relação à segurança do serviço.

Entre as mulheres a preocupação é maior, 61% afirmam ficar apreensivas com o acesso não autorizado ao conteúdo que mantêm na nuvem. Já entre os homens essa preocupação atinge 57%.

"Especialmente nos países da América Latina ainda não há o hábito frequente de fazer backup, além do receio em armazenar o conteúdo na nuvem. A tendência é ver um amadurecimento desses usuários e a migração para os serviços de nuvem", afirmou o vice-presidente da F-Secure para América Latina,  Leandro Hernandez.

O estudo, concluído pela Gfk, abrangeu entrevistas pela web com 6 mil usuários de banda larga, com idade entre 20 e 60 anos, de 15 países: Alemanha, Itália, França, Reino Unido, Holanda, Bélgica, Suécia, Finlândia, Polônia, EUA, Brasil, Chile, Colômbia, Austrália e Malásia.

Quando questionados sobre a quantidade de conteúdo digital relacionados a fotos, vídeos, documentos e outros arquivos que eles têm em seus dispositivos, 23% dos entrevistados dizem que têm mais de 100 gigabytes de conteúdo, em comparação com 12% das mulheres. As entrevistadas em geral parecem não se importar com a quantidade de conteúdo, mas sim com o seu valor.

IDGNOW

Notícias