Funad abre segunda-feira cronograma de cursos do segundo semestre

Aumenta a presença de mulheres em empresas tidas como melhores para se trabalhar
18 de agosto de 2013
Brasil vai testar vacina contra dengue em humanos
19 de agosto de 2013

Funad abre segunda-feira cronograma de cursos do segundo semestre

A Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) abre, na manhã desta segunda-feira (19), a programação de cursos do segundo semestre de 2013. A abertura constará de uma aula inaugural  no auditório Jimmy Queiroga, a partir das 9h.

A aula inaugural tem o objetivo de explicar aos 150 inscritos, que são usuários da Funad e passam por processo de reabilitação, o conteúdo programático dos cursos e estimular a interação entre reabilitadores e usuários.

A Funad vai oferecer neste semestre sete cursos de iniciação profissional: informática, encadernação, marcenaria, depilação, manicure, desenho e artesanato. A carga horária é de 100 horas e as aulas acontecem na Coordenadoria de Treinamento, Produção e Apoio Profissionalizante (Corpu) até dezembro. Ao final, os alunos receberão certificação, e os que apresentam-se aptos são encaminhados ao mercado de trabalho.

No processo de inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, a Funad realiza visitas às empresas, que são obrigadas pela Lei Federal 8.213/91, conhecida como Lei de Cotas, a absorver pessoas com deficiência. “O trabalho é muito importante porque a Funad não se configura como um órgão fiscalizador, mas como parceiro que tem contribuído para que as pessoas com deficiência tenham o direito ao trabalho respeitado, e também para as empresas que têm esse banco de dados à disposição delas. Basta contatar com a Funad, que faz o recrutamento e encaminhamento”, disse a  coordenadora Cynthia Menezes.

A partir de 2011, a Funad intensificou os indicadores de inserção das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Enquanto em 2009 foram inseridas 87 pessoas, em 2011 o número pulou para 184. No primeiro semestre deste ano, a Funad inseriu 260 pessoas com deficiência no mercado de trabalho, e as perspectivas são de que até dezembro o número dobre. A atual gestão já conseguiu inserir quase 700 pessoas nas empresas.

A Funad tem contado com apoio do Ministério Público do Trabalho, que é o órgão fiscalizador e tem trabalhado com diversas instituições que trabalham na política de assistência a pessoas com deficiência. Segundo a presidente da Funad, Simone Jordão, outra importante iniciativa do Governo do Estado foi a parceria do Detran com a Associação de Deficientes e Familiares (Asdef) para a inserção de 60 pessoas com deficiência nos postos de trabalho do órgão de trânsito. “Iniciativas assim têm fortalecido os indicadores de assistência e inserção no mercado de trabalho”, avalia a presidente da Funad.

Assessoria

Dani Rabelo
Jornalista do WSCOM Online, sócia e editora-chefe do Portal Mulher de Fato, cantora nas horas vagas, tagarela, observadora, carioca da gema e pessoense de coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *