Notícias

Ex-vice-presidente sul-africana assume ONU Mulheres

Atualizado em: 20/08/2013

Phumzile-Mlambo-Ngcuka

A ex-vice-presidente sul-africana Phumzile Mlambo tomou posse como nova diretora-executiva da ONU Mulheres nesta segunda-feira, substituindo a chilena Michelle Bachelet.

Mlambo fez seu juramento durante uma breve cerimônia perante o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, celebrada no quartel-general da organização internacional em Nova York.

A ex-vice-presidente sul-africana posou para os fotógrafos com seu marido, o ex-promotor-geral Bulelani Ngcuka, e o secretário-geral e sua esposa, Yoo Coon-Taek.

Mlambo, de 57 anos, foi a primeira mulher vice-presidente da África do Sul, cargo que ocupou entre 2005 e 2008.

Bachelet, primeira diretora-executiva do organismo, renunciou em março para se candidatar eleições presidenciais do Chile em novembro.

A nova diretora-executiva foi parlamentar em 1994, vice-ministra de Comércio e Indústria, ministra de Energia e Mineração e ministra de Cultura da África do Sul, entre outros cargos.

Casada com Ngcuka e mãe de três filhos, Mlambo é formada em Artes, tem pós-graduação em Filosofia e fez parte do Comitê Executivo do Congresso Nacional Africano.

A Assembleia Geral das Nações Unidas criou a ONU Mulheres em julho de 2010 para liderar a luta da comunidade internacional pela igualdade de gênero.

A agência reuniu as quatro entidades que trabalhavam nesse campo: a Unifem, a Divisão para o Avanço da Mulher, o Instraw e o Gabinete do Assessor Especial em Assuntos de Gênero.

Uol

Notícias