Notícias

Empresa lança assinatura mensal de ingredientes para pratos gourmet

Atualizado em: 03/12/2012

salada

Muitos querem bancar o chef de cozinha em casa, mas não sabem por onde começar ou têm dificuldades para encontrar os produtos corretos. Pensando nesse público, um trio de empreendedores lançou o Comidistas: um serviço de entrega mensal de receitas de pratos gourmet junto com ingredientes finos para assinantes.

Dentro de caixas, seguem os produtos na medida exata para facilitar a preparação dos pratos, a receita com o modo de preparo detalhado, uma lista de ingredientes frescos que precisam ser comprados à parte, como carnes, queijos e verduras, e até sugestões de bebidas e músicas para acompanhar. Depois de pronta, a comida serve de quatro a seis pessoas.

A ideia do negócio já teve o primeiro reconhecimento ao conquistar o terceiro lugar na etapa brasileira da Creative Business Cup (Copa de Economia Criativa), em outubro. As primeiras assinaturas foram vendidas por R$ 70 e as entregas, realizadas no início de novembro.

“Queremos inspirar e facilitar o acesso das pessoas a uma alimentação de boa qualidade por meio de experiências gastronômicas, explorando sua vontade de compartilhar, criar e aprender”, afirma Caio Motta, 29, um dos sócios.

A ideia surgiu enquanto Motta discutia possíveis negócios com os sócios Ignacio Albornoz, 31, e Maite Iturria, 32. Nos jantares que acompanhavam as reuniões, o trio percebeu que algumas receitas continham uma série de ingredientes caros ou difíceis de serem encontrados.

Segundo Motta, muita gente gosta de experimentar novos pratos. Mas a disponibilidade de ingredientes é uma grande barreira para cozinhar. Às vezes, as pessoas não sabem o que preparar ou quando vão ao supermercado não encontram os ingredientes de que precisam.

Empresários ainda não se dedicam integralmente ao negócio
No entanto, por estar em fase inicial, a empresa ainda não gerou retorno e os sócios precisam atuar, paralelamente, em outras atividades e investir capital próprio na implantação do projeto.

De acordo com Motta, a infraestrutura da operação, em especial a logística, é um dos pontos de gerenciamento mais complicados e custosos. Por isso, o empresário quer dar os passos iniciais com cautela antes de fazer investimentos mais pesados.

“Estamos ‘abrindo a torneira’ devagar para receber o feedback dos nossos primeiros consumidores, o que, para nós, é a chave para melhorar o serviço nos primeiros passos”, diz.

Sócios apostam em parceria com chefs e caixas temáticasEntre as estratégias estudadas pelos sócios estão a parceria com chefs no desenvolvimento de novas receitas e a criação de caixas temáticas, como comidas latinoamericanas, cozinha contemporânea, entre outras. Assim, segundo Motta, cada cliente poderá escolher a sua exploração gastronômica.

“Primeiro, vamos consolidar a operação a partir das caixas na base de um serviço mensal, com um valor fixo. Depois, acrescentaremos complexidade para poder oferecer mais opções aos nossos clientes, tanto em serviços como em diversidade de produtos”, declara.

UOL

Notícias