Notícias

Elizabeth Teixeira recebe a “Medalha Margarida Maria Alves”

Atualizado em: 14/09/2015

Elizabeth-Teixeira-800x450

O Plenário da Câmara Municipal de Vereadores de João Pessoa (CMJP), nesta terça-feira, 15, às 15h, irá receber uma das Sessões Especiais mais emocionantes dos últimos anos, a entrega da “Medalha Margarida Maria Alves” para a líder camponesa Elizabeth Teixeira, que aos 92 anos continua sendo um dos principais símbolos da luta pela terra, nas apenas na Paraíba, mas em todo o Brasil.

A comenda é uma propositura do vereador Fuba (PT), que foi pessoalmente fazer o convite para Elizabeth, que mora no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa. “Assim que chegamos vimos Elizabeth nos esperando no portão da sua casa. Não consigo explicar a sensação de encontrá-la pessoalmente e saber que cada marca da idade representa um momento de luta, de sofrimento, e principalmente, de esperança”, descreveu o vereador, que foi recebido com um forte abraço pela esposa de Pedro Teixeira.

Espontaneamente, a líder camponesa contou um pouco da sua história, que começou com o seu casamento com Pedro Teixeira, escondido da família dela, até o momento que assumiu a luta do marido, logo após ele ter sido assassinado (1962): “Pedro sempre me perguntava se ele morresse se eu assumiria a luta, e eu nunca respondia. No dia que ele morreu, abracei ele e disse que agora eu tinha a resposta: eu iria assumir a luta. A notícia logo se espalhou, e assim que deixei o local que ele estava fui recebida por várias mulheres dos companheiros. Elas me diziam que eu não estaria sozinha, nem eu e nem os meus onze filhos”.

Após escutar essa história, que já foi contada em livros, filmes, entrevistas e documentários, Fuba fez o convite, e quando falou o nome da comenda que ela iria receber a reação foi espontânea. “Margarida Maria Alves? A companheira Margarida!”, disse Elizabeth lembrando da também líder camponesa Margarida Maria Alves, que foi assassinada em Alagoa Grande por causa da luta pela terra.

Não tinha honraria melhor para homenagearmos Elizabeth Teixeira. Margarida Maria Alves esteve nas mesmas lutas, no entanto seu fim foi trágico. Acredito que na verdade teremos duas homenageadas, duas mulheres de luta e de força, mulheres que entregaram a sua vida pelo bem do próximo. A vida de Elizabeth e Margarida servem de inspiração até hoje, e me sinto honrado em poder proporcionar esse momento para Elizabeth e sua família”, destacou Fuba.

Fonte: Imagística Comunicação e Assessoria-Dani Rabelo

Notícias