Notícias

Classe C é a que mais empreende no Brasil

Atualizado em: 04/12/2012

manicure2

Brasília – Metade dos empreendedores brasileiros está concentrada na Classe C. Pesquisa do Sebrae revela que 55,2% estão nessa classe socioeconômica, enquanto 37,5% são das classes A e B e apenas 7,3% dos que empreendem pertencem às classes D e E. Os dados compõem o estudo Empreendedorismo e a nova Classe Média, encomendado ao instituto Data Popular. “Na média mundial, os empreendedores estão concentrados em faixas de renda mais altas. Isso mostra que, no Brasil, o empreendedorismo é fator de inclusão social”, destaca o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.

A pesquisa aponta ainda que 54% dos empreendedores que iniciam um negócio ganham até três salários mínimos. No caso das empresas já estabelecidas, essa mesma faixa de renda reúne 53%. Cerca de 30% dos empresários ouvidos, tanto os que iniciam um negócio como aqueles já estabelecidos, recebem entre três e seis salários mínimos.

“Entre 2003 e 2011, 32 milhões de pessoas saíram das classes D/E para as classes C e A/B. Até 2014, mais 15 milhões podem seguir o mesmo caminho. E, consequentemente, a Nova Classe Média tornou-se a grande empreendedora de pequenos negócios e a principal consumidora de produtos e serviços oferecidos por esses mesmos pequenos negócios, que são 99% das empresas do país”, analisa Barretto.

Outro dado do estudo evidencia que o empreendedor brasileiro trabalha sozinho e fatura até R$ 60 mil por ano. Quase 58% dos empresários no Brasil não atuam com funcionários. Entre os entrevistados, 19,1% empregam entre duas e cinco pessoas, enquanto 12,4% têm apenas um empregado. A pesquisa também indica que 64,7% dos empreendedores ganham até R$ 60 mil por ano. Quase 24,5% faturam mais de R$ 60 mil e até R$ 360 mil anualmente.

Exame

Notícias