Eventos/Agendas

PREMIADO MUSICAL ‘GONZAGÃO – A LENDA’ CHEGA À JOÃO PESSOA

Atualizado em: 10/01/2015

Gonzagão a lenda fotoEduardoTarran3

 

GONZAGA

O premiado musical ‘Gonzagão – A Lenda’ chega à capital paraibana para uma única apresentação no Ponto de Cem Réis, próximo dia 30 de janeiro, sexta-feira, às 20h. O dramaturgo e diretor João Falcão assina o Texto, Direção e Roteiro Musical reunindo no palco um elenco talentoso de nove atores e quatro músicos.

Há quase dois anos em cartaz o espetáculo já possui diversos prêmios, críticas lindas e mais de 100 mil espectadores já se emocionaram com o musical.

GonzagaofotoEduardoTarran
‘Gonzagão – A Lenda’ foi vencedor do Prêmio Shell de Teatro 2012 – Melhor Música; do 7º Prêmio APTR – Melhor Produção; do Prêmio FITA 2013 nas categorias Melhor Espetáculo (Júri Popular), Melhor Direção e Melhor Figurino, ganhou mais quatro prêmios Bibi Ferreira, nas categorias: Melhor roteiro, melhor direção, melhor direção musical e melhor espetáculo. E também, foi eleito, em 2013, um dos cinco melhores musicais do ano, pelos jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo. O Musical já circulou por muitas cidades e festivais. Em 2014, abriu o 14º Festival Ibero-americano de Teatro de Bogotá (FITB).

A Turnê Nordeste do musical ‘Gonzagão – A Lenda’ é gratuita patrocinada pela REDE e Ministério da Cultura que conta com o apoio local da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) através da FUNJOPE.

A realização é da Sarau Agência de Cultura Brasileira que traz para um dos principais pontos turísticos do Centro Histórico de João Pessoa, uma das maiores encenações do teatro brasileiro, o musical ‘Gonzagão – A Lenda’, dia 30 de janeiro (sexta-feira), às 20h.

SOBRE:

‘GONZAGÃO – A LENDA’

Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem musical pela trajetória do Rei do Baião. Como em qualquer história de homem que vira mito, a vida de Luiz Gonzaga tem passagens em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem, e o autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do que do homem.

“É a história de Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, diz Falcão, que evitou qualquer didatismo na construção do texto, embora tenha lido vários livros sobre um dos artistas mais importantes da música brasileira, morto em 2 de agosto de 1989, cujo centenário de nascimento foi comemorado em dezembro de 2012.

Dentre as cerca de 40 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura fina”, “O xote das meninas”, “Qui nem jiló”, “Baião”, “Pau-de-arara” e sua mais célebre criação, “Asa branca”.

Nessa montagem, João Falcão apresentou dois novos talentos ao público: Marcelo Mimoso, que narra boa parte da história de Gonzaga no palco e canta a maioria das músicas, nunca tinha assistido a uma peça antes. Filho de sanfoneiro, Marcelo era taxista e também cantor de forró. Foi descoberto pelo diretor João Falcão numa noite em que se apresentava em um bar da Lapa. Hoje está produzindo seu primeiro CD solo.

O único papel feminino do elenco é de Larissa Luz, o primeiro de sua carreira já que ela não era atriz, mas sim cantora. Descoberta por João, assim como Marcelo Mimoso, Larissa era cantora do famoso grupo baiano AraKetu e esta foi sua estreia no teatro. “Vi Larissa cantando num vídeo de internet que um amigo me mostrou”, conta o diretor que confessa gostar de experimentar pessoas em outras áreas de atuação. “Reconheci ali um talento assim que vi as imagens. Larissa, que com seu enorme carisma já recebeu a indicação de Melhor Atriz no prêmio FITA 2013, é muito expressiva e tem uma presença muito forte. O grupo já era muito coeso e tinha de ser uma pessoa que se entrosasse bem com eles. Nos conhecemos pessoalmente, fizemos uma leitura e nos apaixonamos por ela. Larissa conseguiu pegar tudo muito rápido e vem fazendo um belíssimo trabalho”, afirma entusiasmado João Falcão.

“… O resultado é um espetáculo que a cada episódio da vida, seja ele fato ou ficção, evoca a música que se segue, em um conjunto alegre, que faz o público sentir a força da obra desse compositor/canto/sanfoneiro… ’Gonzagão – A Lenda’ é uma agradável e merecida homenagem e evocação de uma figura marcante, cujo sucesso marcou época. As melodias e ritmos do ‘rei do Baião’ que a compõem mostram bem o quão variadas são as formas da imensa riqueza da música popular brasileira.” (Barbara Heliodora – O Globo)

“…Comovente e ao mesmo tempo divertido, o musical ‘Gonzagão – A Lenda’ é um dos mais acertados tributos prestados ao cantor, compositor e sanfoneiro. No maior trunfo do espetáculo, dirigido pelo também pernambucano João Falcão, pequenas subversões evitam o caminho fácil da biografia linear… Com carisma contagiante e boa performance vocal, apresentam mais de 40 canções, escoltados por quatro afiados instrumentistas… ” (*** Rafael Teixeira – Veja Rio)

NASCE UMA CIA TEATRAL: BARCA DOS CORAÇÕES PARTIDOS

A continuidade do trabalho realizado em Gonzagão, deu ao conjunto de atores a possibilidade de formar uma Cia teatral. A Barca dos Corações Partidos – Companhia Brasileira de Movimento e Som já nasceu com duas peças musicais em seu repertório: “Gonzagão – A Lenda”, com texto e direção de João Falcão, e “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, também com direção de João Falcão. Os dois projetos foram idealizados por Andréa Alves e são uma realização da Sarau Agência de Cultura Brasileira, a qual a companhia é associada. “A Barca” é fruto de um encontro entre artistas que não sabem ao certo se são músicos, atores, cantores ou palhaços, mas que encontram prazer e liberdade na brincadeira do teatro. Compartilhando conhecimentos e objetivos entre seus parceiros de ofício, a companhia busca encontros cada vez mais autênticos com o público.

A REDE

Empresa do conglomerado Itaú Unibanco, a Rede é responsável pela captura de transações de crédito e débito das maiores bandeiras nacionais e internacionais. Oferece para seus clientes uma gama de produtos e serviços para aumentar o desempenho de seus negócios, como solução de meios de pagamento online, antecipação de recebíveis, disponibilização de terminais, entre outros.

A Rede é uma das líderes no mercado nacional de meios de pagamento, com exclusividade patrocina desde dezembro (2014) a janeiro (2015), exibições gratuitas do musical “Gonzagão – A Lenda” nas cidades de Salvador (BA), Fortaleza (PE), Maceió (AL), Natal (RN) e João Pessoa (PB) – sendo duas apresentações em Salvador.

A iniciativa faz parte da primeira edição do circuito, quando o musical foi levado pela primeira vez para a terra natal do compositor, em Exu, no interior de Pernambuco. Na oportunidade, mais de cinco mil pessoas acompanharam as duas exibições do espetáculo em praça pública. Os bastidores da ação podem ser conferidos no canal da marca no YouTube – http://www.youtube.com/watch?v=YNrOViLja8U

Entre dezembro de 2013 e maio de 2014, além de Exu (PE), foi sucesso também em Campina Grande (PB), Caruaru (PE) e Recife (PE), em seis apresentações gratuitas que reuniram um público de mais de 23 mil pessoas.

O sucesso da ação com o musical de Luiz Gonzaga motivou a empresa a buscar outros espetáculos com o mesmo perfil. Esse é o caso do apoio à turnê do musical “Milton Nascimento – Nada Será Como Antes”, no segundo semestre deste ano, em quatro cidades de Minas Gerais: Belo Horizonte, Uberlândia, Juiz de Fora e Ouro Preto. O público reunido foi de mais de 15 mil pessoas registrado no link: https://www.youtube.com/watch?v=Jcri459Xrso

“Disseminar as manifestações culturais de forma sistêmica em nosso país é um objetivo alinhado ao posicionamento da marca Rede, que acredita na conexão entre as pessoas. Esse tipo de espetáculo reforça a atuação da empresa para viabilizar o acesso à cultura nas suas mais variadas formas e pretendemos contribuir cada vez mais nesse sentido com espetáculos sobre os grandes nomes da nossa música e da cultura brasileira, proporcionando experiências memoráveis e oportunidades para as pessoas se unirem e interagirem.”, diz Cristiane Magalhães, diretora de Marketing Negócios do Itaú Unibanco.

FICHA TÉCNICA:

Texto, Direção e Roteiro Musical | João Falcão

Direção Musical | Alexandre Elias

Direção de Movimento | Duda Maia

Direção de Produção E Idealização | Andréa Alves

Cenografia e Adereços | Sergio Marimba

Figurinos | Kika Lopes

Iluminação | Renato Machado

Preparação Vocal | Carol Futuro

Arranjos | Alexandre Elias e Músicos

Sound Designer | Fernando Fortes

Visagismo | Uirandê Holanda

Assistente de Direção | João Vancini

Assistentes de Direção Musical | Beto Lemos

Elenco | Adrén Alves, Alfredo Del Penho, Eduardo Rios, Fábio Enriquez, Thomás Aquino, Renato Luciano e Ricca Barros

Apresentando | Larissa Luz e Marcelo Mimoso

Músicos
Viola, Rabeca e Pandeiro | Beto Lemos

Cello | Daniel Silva
Bateria e Percussão | Rick De La Torre
Acordeon | Rafael Meninão

Coordenação de Produção| Leila Maria Moreno

Produção Executiva| Rafael Vitor

Coordenação Técnica| Amanda Barroso

Crédito fotos|Eduardo Tarran

Realização | Sarau Agência De Cultura Brasileira

SERVIÇO:

‘GONZAGÃO – A LENDA’ João Pessoa

Dia: 30/01 (sexta-feira)

Local: Ponto de Cem Réis – Praça Vidal de Negreiros – Centro

Horário: 20h

Classificação: 12 anos
Duração: 90 minutos
Entrada Gratuita

Abaixo, alguns links, que valem muito a pena de serem vistos. Mostram a beleza e a dimensão do espetáculo.



Desde já agradeço a atenção e divulgação,
Produção nacional ‘GONZAGÃO – A LENDA’.

Assessoria de Imprensa local Sheilla Martins e Augusto Magalhães.

CONTATO JOÃO PESSOA/PB:

Produção local|Sheilla Martins (83)OI 8716-9696/TIM 9972-8946.

 

FONTE: Sheilla Martins

Eventos/Agendas