Especial MÃES

Cuidados bucais podem evitar parto prematuro

Atualizado em: 24/09/2015

Pregnant_woman_dentist

Cuidar da saúde do bebê durante a gravidez não se restringe à alimentação saudável e ao acompanhamento médico periódico. Além das consultas do pré-natal habitual, as gestantes também precisam dar atenção especial à saúde da própria boca para garantir o desenvolvimento adequado do bebê.

 

Com a gestação, as mulheres estão mais propícias ao surgimento de doenças bucais que são consideradas um fator de risco ao desenvolvimento da criança. A cárie, por exemplo, é um dos problemas que podem surgir devido a fatores como mudança de hábitos alimentares, aumento da ingestão de alimentos, acidez bucal e dificuldade de escovação  – ambas por causa dos enjoos e vômitos. Por isso, os cuidados com a boca devem ser redobrados.

 

Segundo Cristiane Maia, especialista em odontopediatria que integra o corpo clínico do Atelier do Sorriso São Rafael, clínica de alto padrão especializada em tratamentos odontológicos na Paraíba, a gestação provoca alterações hormonais, que são as principais responsáveis pelo aumento de problemas bucais durante esse período. “Essas alterações hormonais modificam o humor da gestante, modificando os hábitos de higiene proveniente dos enjoos matinais, aumentando os riscos de inflamações e infecções orais”, explica Cristiane.

 

Por isso, é importante que a mulher visite regularmente o seu dentista, antes mesmo de estar grávida. Caso não tenha iniciado o tratamento odontológico, a especialista orienta para que a gestante procure um odontopediatra (odontólogo especializado em crianças), preferencialmente no segundo trimestre da gravidez, para que seja dado início ao pré-natal odontológico.

 

O Atelier do Sorriso São Rafael oferece toda a assistência e orientação necessária sobre a saúde bucal da mãe e do bebê durante e após a gestação. No pré-natal odontológico, o profissional verifica a presença de focos infecciosos e de qualquer alteração na cavidade oral para que o tratamento seja feito de forma adequada e segura para a gestante e o bebê. Nesse caso, a frequência das consultas são estabelecidas de acordo com a necessidade individual de cada paciente.

 

Benefícios para mamãe e bebê – Um pré-natal odontológico feito com dedicação e orientação traz segurança para a futura mamãe e para o bebê e ensina que a saúde de ambos começa pela boca, especialmente pela boca da mãe.

 

O quanto antes a mãe receber cuidados e informações a respeito da sua saúde bucal com o bebê ainda na vida intrauterina, a possibilidade de complicações obstétricas será menor, segundo Cristiane. Ela explica que os benefícios para a gestante são enormes, pois caso ela tenha alguma infecção, ela pode atingir o seu bebê através da circulação sanguínea, atravessando a placenta e prejudicando a saúde do feto. “Dessa forma, os cuidados bucais podem evitar o parto prematuro e que o bebê nasça com baixo peso”, explica.

Fonte: Andréa Barros- Integrativa

 

Especial MÃES