Educação

A importância de estudar na crise

Atualizado em: 20/03/2017

blog02

 

 

Por que vale a pena estudar na crise?
Conheça oito motivos para investir na sua formação e tomar uma atitude decisiva, tirando de uma vez por todas seus planos do papel

 

1) Quem fica parado é poste

 

 Um futuro melhor: novas oportunidades

Em momentos de crise econômica, como o que vivemos, o conhecimento é o que diferencia os profissionais no mercado. Os estudos são o melhor e maior aliado para quem quer aproveitar oportunidades e se atualizar. Ficar parado, esperando a tempestade passar, para só depois tomar uma atitude pode significar uma perda de tempo desnecessária. Faça dessa fase a sua chance. Vale a pena estudar na crise, afinal esse é um momento delicado para todos, mas novas oportunidades de negócios e empregos só surgem para quem vai em busca do que acredita, se mexe e não “dorme no ponto”.

2) Aplique seu dinheiro onde ele vai render mais

 

Você sabe qual é o melhor destino para o seu dinheiro? Priorize o investimento nos estudos. Esse é um conselho que todo professor deve dar a seus alunos. Afinal, o conhecimento é algo que ninguém tira. E essa tomada de decisão faz toda a diferença na carreira e no futuro.

3) Alguém falou em dinheiro?

 

Mas em um cenário de crise, o dinheiro parece um impedimento. Ou seria, na verdade, a falta de informação? Muitos estudantes querem fazer um curso livre, uma graduação ou uma pós, mas dizem que não têm dinheiro ou que estudar é caro. Isso não é verdade. Hoje existem facilidades como descontos, financiamentos, diferentes formas de pagamento, bolsas de estudo parciais e integrais. Isso são coisas que há 30 anos eram impensáveis, simplesmente não existiam. E essa oportunidade de investir nos estudos não pode ser desperdiçada.

 

4) Construindo o futuro que você quer ter

 

Muitas vezes, as pessoas só pensam em ganhar dinheiro como se isso acontecesse da noite para o dia, sem preparação. Vale lembrar que a carreira é uma construção. Ninguém começa em uma empresa como presidente sem ter qualificação. Há um caminho a ser percorrido. As coisas têm uma ordem. O funcionário vai ser promovido se mostrar resultados. Mas isso envolve uma etapa de estudos e esforços. Repare bem: a pessoa não recebe salário e trabalha. É o contrário: trabalha e recebe salário. E, seguindo essa lógica, principalmente em momentos de crise, ficar parado é ainda pior.

 

5) A base de tudo

 

Falando em passo a passo, concluir uma graduação é fundamental para a carreira! O nível superior promove a qualificação adequada para a grande maioria das áreas. Por mais que a pessoa tenha uma vocação, a construção da carreira depende da vivência e da atuação profissional e, para isso, uma formação adequada é imprescindível.

 

6) “Já sou graduado e tenho um emprego que adoro. Preciso mesmo estudar?”

 

Sobre essa questão, vale a pena lembrar uma triste realidade. Em qualquer empresa, se for preciso otimizar processos e fazer cortes, sobrevive quem está mais bem preparado e muito bem qualificado. O mesmo se aplica a estudantes candidatos a vagas, estagiários, trainees e recém-formados, em início de carreira. Fazer cursos livres ou uma pós-graduação é um caminho quase obrigatório para seguir a carreira. Sem contar que dar continuidade aos estudos é o diferencial para se chegar a novos patamares, buscar uma promoção, expandir-se na área e não ficar limitado.

 

7) Olho no lance

 

Nesse sentido, uma palavra-chave para ter sempre em mente é atualização. Manter-se antenado em um mercado tão competitivo e cada vez mais disputado abre portas. E, para isso, nada melhor do que leituras, conversas com pessoas do ramo e pesquisas em fontes confiáveis, o que também rende repertório, conhecimento e oportunidades.

 

8) Ciclo virtuoso ou ciclo vicioso?

 

Lembre-se: coisas boas e ruins acontecem em cadeia. Uma puxa a outra. E a vida é como navegar: você pode ficar à deriva ou assumir o leme do seu navio e direcionar sua rota. Como diria Fernando Pessoa, navegar é preciso, o que pode ter dois sentidos: navegar é necessário, e navegar é exato, certeiro. Repense suas prioridades e seja certeiro no que você quer!

 

Fonte: Senac

Educação