Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino | 19 de Novembro

15 mulheres que superaram desafios e criaram negócios de sucesso
17 de novembro de 2017
12 E-BOOKS GRÁTIS SOBRE FINANÇAS PARA EMPREENDEDORES
28 de novembro de 2017

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino | 19 de Novembro

19 de novembro é um dia muito importante tanto para as mulheres como para o mundo dos negócios. É nesta data que se comemora o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, que tem como principal objetivo celebrar e apoiar a entrada de mulheres no universo corporativo.

 

 

E devido à importância desse dia, hoje vamos falar sobre o impacto que ele gera no mundo todo, inclusive no Brasil, de acordo com a ONU, a iniciativa é um esforço para ampliar as oportunidades para as mulheres em todo o mundo. Atualmente, elas detêm um acesso médio entre 58% e 70% dos postos ocupados por homens na política, economia, educação e saúde.

Saiba mais sobre o Dia Global do Empreendedorismo Feminino!

Por que o mundo precisa do Dia do Empreendedorismo Feminino?

Há várias razões:

  1. As mulheres têm uma participação menor no mercado de trabalho;
  2. Globalmente, as mulheres recebem menos do que os homens;
  3. As mulheres são mais propensas a trabalhar num emprego informal do que os homens;
  4. Mais mulheres do que homens trabalham em empregos vulneráveis de baixa remuneração ou subvalorizados;
  5. 79 economias têm leis que restringem os tipos de trabalhos que as mulheres podem fazer;
  6. Em 15 muitas economias, os maridos podem impedir suas esposas de aceitar empregos;
  7. As mulheres trabalham mais do que os homens devido à realização de tarefas não remuneradas (como cuidar de crianças, fazer compras no mercado, etc);
  8. Por trabalharem mais, as mulheres têm menos tempo para a educação, lazer, participação política e autocuidado;
  9.  Quando mais mulheres trabalham, as economias crescem;
  10. As empresas se beneficiam muito ao permitirem que mulheres liderem os negócios.

Estas e várias outras razões podem ser encontradas nesta página da UN Women.

Qual o principal objetivo desse dia?

O principal objetivo do Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino é incentivar a entrada de mulheres no mundo dos negócios. Ele estimula mulheres líderes e empreendedoras a iniciar startups, impulsionar o crescimento econômico e fazer as comunidades espalhadas por todo o mundo prosperarem. Mais do que um dia comemorativo, ele é um movimento para aumentar a participação das mulheres no mercado de trabalho.

Hoje, o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino:

  • É celebrado em 144 países e 110 universidades e faculdades;
  • Capacita 4 milhões de mulheres em todo o mundo para serem catalisadoras da mudança;
  • Inspira 250 milhões de meninas que vivem na pobreza.

Qual a importância dessa data para o Brasil?

Uma análise dos resultados do GEM (Global Entrepreneurship Monitor) de 2015, feita pelo SEBRAE, mostrou que a Taxa Total de Empreendedores chegou a 39,3% da população adulta brasileira (entre 18 e 64 anos). Dessa taxa, 42,4% são homens e 36,4% mulheres. O estudo indica, portanto, que os homens são mais empreendedores do que as mulheres no Brasil.

A taxa feminina só superou a masculina no quesito ‘Empreendedores Novos’ (pessoas que possuem um negócio com até 35 anos), o que indica que, entre 2012 e 2015, houve uma entrada maior de mulheres na atividade empreendedora. No Brasil, o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino visa aumentar essa taxa, incentivando as mulheres a ingressarem no mundo dos negócios e alavancarem o crescimento econômico.

Mulheres empreendedoras no Brasil

No Centro-Oeste, o percentual de mulheres empreendedoras é ainda superior à taxa nacional subindo para 58,6%. Ainda com relação à análise das empresas que já se encontra consolidadas no mercado brasileiro, 43,2% delas são geridas por mulheres. Esses dados são da pesquisa GEM/SEBRAE e se mantiveram estáveis.

Outra pesquisa do SEBRAE, relativo ao ano de 2014, o Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras em Micro e Pequenas Empresas demonstra que o número de empreendedoras nas micro e pequenas empresas cresceu 18% nos últimos 10 anos, sendo contabilizadas como empreendedoras as empregadoras e mulheres que trabalham por conta própria.

A Iniciativa Jogo de Damas

Todo ano, quem promove o evento em comemoração à data é o Jogo de Damas, uma iniciativa que promove o empoderamento econômico e profissional das mulheres. Sua idealizadora é a Débora Xavier, a embaixadora da data no Brasil. Quem quiser participar do evento, deve se inscrever diretamente pelo site do Jogo de Damas.

De acordo com Débora, o site completará cinco anos no início de 2017 e objetivo de sua luta é que sejam criadas políticas corporativas e públicas que levem em consideração as necessidades dessas mulheres, para que elas sejam consideradas partes relevantes e estratégicas da sociedade. A iniciativa está presente em quatro regiões brasileiras e mantém cerca de 30 colunistas empreendedoras ou ainda trabalhando, mas em fase de transição para projetos próprios.

Também é possível acompanhar pela internet o Women’s Entrepreneurship Day, realizado em Nova York.

Se você é uma empreendedora, não se esqueça de compartilhar essa data em suas redes sociais!

Denise Lemos
Diretora Executiva do Portal Mulher de Fato, CEO Up Branding Marketing Digital, CEO Startup 28Dias.

Os comentários estão encerrados.